Criação do conhecimento

9 Linhas de Pesquisa que criam conhecimento para o avanço da ciência

Nossas Linhas de Pesquisa têm a missão de criar e disseminar conhecimento acadêmico, contribuindo para o avanço da ciência administrativa.

Administração de Empresas
ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

A linha de pesquisa em Estratégia Empresarial tem contribuído para o avanço do conhecimento científico em Estratégia no Brasil. Suas pesquisas abordam os seguintes eixos: Desempenho e Desenvolvimento Organizacional, Internacionalização de Empresas, Inovação e Empreendedorismo e Non Market Strategies. As questões gerais que a linha busca responder se relacionam a: Estratégia e Análise Organizacional, Internacionalização de Empresas e Empreendedorismo e Inovação.

MARKETING

A linha de pesquisa Marketing contempla diferentes vertentes de estudos em marketing, envolvendo em suas dimensões de análise tanto o nível macro (da empresa ou atividade econômica), quanto o nível micro (do indivíduo) e diferentes paradigmas e métodos de pesquisa. 

Entre os temas de pesquisas desenvolvidos no escopo da linha, estão: construção e evolução de mercados e marcas; desempenho e métricas de marketing; disrupção digital; estratégias de marketing; gestão de canais de marketing; impactos do marketing no bem-estar e na sociedade; marketing de serviços e co-criação de valor; psicologia do consumidor; significados, práticas e tendências do consumo. 

As pesquisas da linha têm focado contextos diversos, tais como organizações dos setores varejo e serviço, organizações sem fins lucrativos, consumo e consumidores no ambiente digital. 

Pesquisadores de formação diversa (Comunicação Social, Direito, Economia, Engenharias, Matemática, Psicologia, Sociologia, entre outros) são bem-vindos para os cursos de mestrado e doutorado, ou pós-doutorado.

ESTUDOS ORGANIZACIONAIS

O campo de Estudos Organizacionais cresceu e se consolidou substancialmente nas últimas cinco décadas, compreendendo hoje uma expressiva variedade de temas, correntes epistemológicas, metodologias e abordagens. 

Na FGV EAESP, o grupo de Estudos Organizacionais foi formado a partir da orientação e das contribuições clássicas de Fernando Claudio Prestes Motta, Ramon Garcia e Mauricio Tragtenberg. Tais contribuições caracterizavam-se por uma visão reflexiva e crítica sobre as organizações e sobre a sua dinâmica. 

Em sua configuração atual, a Linha de Pesquisa de Estudos Organizacionais tem como objetivo realizar estudos que deem continuidade a esta tradição e alimentem-se dos mais recentes avanços teóricos no campo no Brasil e no mundo.

GESTÃO DE OPERAÇÕES E SUSTENTABILIDADE

A linha de pesquisa de Gestão de Operações e Sustentabilidade tem como tema central o papel da gestão de operações para o desempenho e competitividade. Os temas tradicionais de gestão de operações como estratégia de operações, logística, gestão da cadeia de suprimentos, gestão de serviços, qualidade, processos fazem parte dos interesses de pesquisa de seus pesquisadores.

Além disso, temas mais amplos são abordados como: desenvolvimento sustentável e seu impacto no meio ambiente; clusters industriais; estratégias de sustentabilidade; e, inovação.

FINANÇAS

A linha de Pesquisa em Finanças da FGV EAESP já formou mais de 300 pesquisadores (entre Mestres e Doutores), os quais têm ocupado funções de destaque na academia, no governo e na indústria. Durante o curso, os alunos da Linha invariavelmente realizam estágios em conceituadas instituições no exterior, entre elas: University of Cambridge, University of California, University of Texas, University of Colorado, University of Lancaster, University of New York, University of Illinois, Instituto de Empresa (IE) de Madrid, University of Georgia, e Stanford University.

A Linha de Finanças conta com um leque de professores cujas especialidades cobrem todo o espectro de Finanças: finanças corporativas (incluindo finanças internacionais e governança corporativa), investimentos e precificação de ativos, finanças comportamentais, banking, regulação e estabilidade financeira. Destaca-se ainda a priorização do impacto social, bem como o potencial de contribuição para inovação, da produção científica da Linha de Finanças da FGV EAESP.

ADMINISTRAÇÃO, ANÁLISE E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Gestores necessitam antever, compreender e adequar suas decisões aos condicionantes da vida econômica e social, que hoje é amplamente permeada pela intensa geração de dados e pelo amplamente difundido uso da tecnologia da informação. 

A linha de pesquisa Administração, Análise e Tecnologia da Informação visa fomentar o desenvolvimento de conhecimento relevante no campo de tecnologia e informação, bem como formar pessoas capazes de identificar, compreender, desenvolver e disseminar esse conhecimento. A linha enfatiza suas ações na proposição de soluções de problemas reais associados ao uso da informação e suas tecnologias, enfocando múltiplas perspectivas e níveis de análise, e empregando um amplo espectro de técnicas analíticas.

Em especial, a linha reconhece a importância das publicações ensejadas na lista de journals conhecida no campo de pesquisa como Senior Basket, bem como nos congressos internacionais da Association for Information Systems – AIS, listados abaixo. No âmbito local, a linha se referencia nos congressos da EnAnpad – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, em especial no EnADI – Encontro Nacional de Administração da Informação.

Administração Pública e Governo
GOVERNO E SOCIEDADE CIVIL (GSC)

A linha de pesquisas Governo e Sociedade Civil desenvolve atividades de pesquisa e ensino relacionadas aos campos de estudo da esfera pública, com ênfase na relação entre administração pública e sociedade civil no contexto subnacional, incluindo temas como governos locais, participação da sociedade civil nas políticas públicas, ação pública, sociedade civil, terceiro setor e redes, movimentos sociais, direitos, participação e cidadania, governo, territorialidade e governança.

POLÍTICA E ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO (PESP)

A linha de pesquisas Política e Economia do Setor Público aborda a relação entre a política e a economia do setor público, analisando os níveis de governo a partir de uma visão político-institucional. Trabalha com os temas arrecadação e despesas públicas; internacionalização econômica; economia política da regulação; relação entre instituições políticas e gastos públicos; estudos econômico-institucionais da corrupção; política monetária; desenvolvimento regional; economia política da intervenção urbana; eficiência dos gastos em políticas públicas (especialmente Educação e Saúde); políticas macroeconômicas associadas a estratégias de desenvolvimento para países de renda média e gestão das finanças públicas locais; política comparada; e comportamento eleitoral.

TRANSFORMAÇÕES DO ESTADO E POLÍTICAS PÚBLICAS (TEPP)

A linha de pesquisas Transformações do Estado e Políticas Públicas estuda novos modelos institucionais e de gestão adotados por governos nas democracias contemporâneas, com o objetivo de entender os padrões de intervenção estatal. Suas temáticas se relacionam às reformas propostas pela Nova Gestão Pública, pela Nova Governança Pública e a mudanças em instituições, particularmente no que se refere à accountability e eficiência do setor público, em uma perspectiva comparada.

Programa de Iniciação à Pesquisa (PIP)

O PIP destina-se aos alunos de graduação interessados em seguir carreira acadêmica ou em incorporar conhecimentos profundos sobre investigação científica às suas futuras atividades profissionais.

O objetivo é promover a troca de conhecimentos entre alunos, gestores, comunidades, associações, organizações sociais, empresários e especialistas, com o acompanhamento e supervisão dos professores da FGV.

O Programa visa também aproximar os alunos das diversas realidades brasileiras, fomentando posturas humanistas, colaborativas, proativas e empreendedoras.

 

O PIP integra três iniciativas:
RESIDÊNCIA EM PESQUISA

O Projeto Residência em Pesquisa é uma das três iniciativas do Programa de Iniciação à Pesquisa - PIP, que possibilita a inserção de estudantes de graduação da FGV EAESP em projetos de pesquisa nos Centros de Estudos da escola durante um período de quatro meses por semestre, podendo ser renovado.  Em 2023, o programa ampliou a sua atuação também para estudantes de mestrado acadêmico.

Esse projeto representa um primeiro passo para estudantes interessados em participar do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC e do Projeto Conexão Local.

Para participantes do Curso de Graduação em Administração de Empresas (CGAE), a participação no Projeto Residência em Pesquisa poderá, se for de interesse do estudante, ser reconhecida como estágio junto ao Centro de Carreiras da FGV EAESP.

ATENÇÃO: antes de se inscrever, certifique-se de verificar todas as regras, requisitos e documentação necessária no Edital.

Atualização do Edital para graduandos (estágio) - 08/03/2024.

Edital para estudantes de graduação.

Edital para estudantes de mestrado.

Veja o mural de vagas disponíveis.

Inscrições - clique aqui.

 

PROJETO CONEXÃO LOCAL

O Projeto Conexão Local visa estimular o envolvimento de estudantes de graduação e pós-graduação strictu sensu da FGV EAESP com experiências inovadoras de gestão social e de desenvolvimento econômico local, com foco nas áreas de políticas públicas, combate à pobreza e promoção da cidadania.
 
Linha do Tempo

Criado em 2005 o projeto conta com o apoio e participação dos Centros de Estudo e das Linhas de Pesquisa e ao longo dos anos passou por diversas alterações e melhorias.

Em 2008, foi criada a modalidade inter-universitária, tendo a Universidade Federal do Acre (UFAC) como parceira.

Em 2009, o Projeto foi contemplado pelo Edital Pró-Adm da CAPES, permitindo que essa modalidade fosse mantida até 2012.

Em 2010, a modalidade foi ampliada, com a inclusão da Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA-CE) e da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro (EG-FJP).

Em 2019, identificou-se a necessidade de reestruturar o programa, com o intuito de melhorar os resultados, ampliar a autonomia e os conhecimentos em pesquisa dos alunos envolvidos. A mudança de estrutura do programa tem como objetivo um amplo aproveitamento dos recursos e o despertar da vocação acadêmica.

Informações importantes

O Conexão Local é um projeto realizado em grupos (formados por 3 ou 4 estudantes de graduação e pós-graduação), no qual os(as) alunos(as) deverão planejar, desenvolver e aplicar uma pesquisa de campo e posteriormente elaborar um Artigo Final contendo um relatório da pesquisa desenvolvida e conclusões e/ou sugestões de melhorias para a problemática estudada.

A FGV EAESP fornece uma bolsa de estudos para cobrir custos relativos à aplicação da pesquisa de campo, como passagens aéreas, hospedagem, transporte, etc.

ATENÇÃO: antes de se inscrever*, certifique-se de verificar todas as regras, requisitos e documentação necessária no Edital.

*O período de inscrições para o ano de 2024 está encerrado. O período de inscrições para 2025 está previsto para ocorrer a partir de agosto. Para saber mais, clique aqui.

Leia os relatórios preparados pelos pesquisadores do Projeto Conexão Local.

Veja o edital para o Conexão Local 2025.

Edital Conexão Local 2024 retificado em 17/01/2024.

Retificação do edital Conexão Local 2024 (17/01/2024).

Veja o edital para o Conexão Local 2024.

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC)

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) compreende a realização de projetos de pesquisa por alunos(as) de graduação da FGV e/ou outras instituições com apoio de um(a) professor(a) orientador(a) da FGV EAESP.

Este programa é especialmente indicado para alunos(as) que demonstraram seu talento e vocação para pesquisa, tendo participado dos Programas Conexão Local e/ou Residência em Pesquisa.

As bolsas de pesquisa são oferecidas pelo CNPq e pela FGV.

ATENÇÃO: antes de se inscrever, certifique-se de verificar todas as regras, requisitos e documentação necessária no Edital.

Veja o Edital do PIBIC 2024-2025.

Veja o Manual de inscrição e submissão para o PIBIC.

Leia os resumos dos relatórios preparados pelos pesquisadores do PIBIC da FGV EAESP.

Leia mais informações sobre o PIBIC e os relatórios das outras escolas da FGV.

ATENÇÃO: O período de inscrições para o ciclo 2024-2025 está aberto. Para saber mais e se inscrever, clique aqui.

Equipe

Coordenador do PIP: Thomaz Wood Jr.

Gestão do PIP: Mayara Rodrigues

Comissão Assessora para o PIBIC:
Thomaz Wood Júnior (presidente)
Alexandre Abdal
Amon Narciso De Barros
Ana Maria Malik
Bianca Checon
Carla Campana
Claudia Emiko Yoshinaga
Eduardo De Rezende Francisco
Eduardo José Grin
Eliane Pereira Zamith Brito
Elize Massard Da Fonseca
Érica Souza Siqueira
Fernando Burgos  Pimentel Dos Santos
Gustavo Andrey De Almeida Lopes
Jorge Cavalcanti Boucinhas Filho
Lara Elena Ramos Simielli
Marco Antonio Carvalho Teixeira
Priscila Laczynski De Souza Miguel
Rafael Alcadipani Da Silveira
Rogiene Batista Dos Santos
Rudi Rocha
Vanessa Martinez Cepellos
Zilma Borges De Souza

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.