Voltar

  • Empreendedorismo e Novos Negócios

Saiba o que são as startups unicórnio e como atingiram o sucesso

03.04.2020

Startups, de base tecnológicas, que chegam a um valor de mercado de US$ 1 bilhão são chamadas de “unicórnio”, em referência à raridade da ocorrência de essas empresas atingirem marca tão significativa.

Hoje há pouco mais de 500 empresas desse tipo no mundo. No Brasil, são onze: PagSeguro, Stone Pagamentos, Ebanx, Arco Educação, Loft, Nubank, Loggi, iFood, Gympass, 99 e QuintoAndar. Cinco delas alcançaram o almejado bilhão em 2019, o que colocou o Brasil na terceira colocação entre os países que mais “geraram” unicórnios no ano passado - atrás apenas de Estados Unidos e China.

Em comum entre as empresas, além de terem criado ferramentas que causaram disrupção no mercado, uma gestão competente e soluções B2C (sigla de “business-to-consumer”, expressão em inglês que designa negócios em que o comércio é feito diretamente com o consumidor final). A professora Cynthia Vilasboas Calixto, ressalta a relevância das soluções B2C para o crescimento de unicórnios no Brasil, mesmo que a conexão de internet, essencial para os clientes acessarem os produtos e serviços, não seja a melhor. “O tamanho do mercado consumidor pesa muito. Por mais que nossos planos de internet não sejam os melhores, a população, em geral, tem acesso a smartphones”, destaca.

Para que essas soluções se diferenciem, no entanto, é preciso manter o foco total no cliente, centrando as decisões da empresa na experiência de quem consome seus produtos e serviços. Algo que pode alavancar o crescimento do negócio e alçá-lo, mais adiante, ao estágio “mitológico” de unicórnio. “Essa é a grande mudança de modelo de negócio como um todo nos últimos anos. A qualidade do serviço nem sempre é tecnologia disruptiva, mas um canal aberto e a agilidade com o cliente”, conclui Calixto.