• Pesquisa e conhecimento

FGV Cidades abre seleção para três bolsistas de Pós-Doutorado

20.03.2024

Bolsas são vinculadas ao Projeto FAPESP “CIDADES: Centro de Inovação em Políticas Públicas” 

Centro de Inovação em Políticas Públicas Urbanas financiado pela Fundação Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, o FGV Cidades tem como missão aumentar o acesso a oportunidades da população mais vulnerável que vive isolada nas periferias das cidades brasileiras. Para avançar nesse desafio, o Centro está com processo seletivo aberto para três bolsistas de pós-doutorado em Economia, Políticas Públicas, Ciência Política e Áreas Conexas, que atuarão em projetos nas temáticas de “Integração de modos de transporte e o futuro da mobilidade”, “Economia Política da Mobilidade” e “Avaliação de Impacto de Políticas Urbanas”.  

Os interessados podem se inscrever até o dia 08 de abril, enviando uma proposta preliminar de trabalho de no máximo 6 páginas; uma carta de recomendação e o Currículo Lattes e/ou Vitae para o e-mail cidades@fgv.br, identificando no assunto: Bolsa Pós-doutorado (título da bolsa). O processo seletivo terá duas etapas: análise de projetos/documentação e entrevistas, que poderão ser feitas na modalidade virtual.  

Os candidatos devem ter nível avançado de inglês e publicações acadêmicas ou working papers nos últimos cinco anos. As bolsas exigem dedicação exclusiva e disponibilidade para trabalhar presencialmente, em colaboração com a equipe do FGV-Cidades em São Paulo. Entre as tarefas específicas do bolsista, estão a preparação de relatórios anuais, a construção de base de dados, a participação em conferências, seminários e em outras atividades coletivas do projeto, como grupo de estudos e a elaboração de manuscritos para publicação. 

São elegíveis para essa bolsa Doutores de qualquer instituição de ensino e pesquisa do país ou do exterior que tenham obtido o título de doutor há menos de 7 (sete) anos, com destacado desempenho, para contribuírem ao desenvolvimento de pesquisa em Instituição localizada no estado de São Paulo. 

(1) Integração de modos de transporte e o futuro da mobilidade: Efeitos da distância, preço, desconto e modal na probabilidade de escolha individual. 

(Vigência da bolsa 14 meses) 

A primeira atribuição do pós-doutorando será trabalhar em métodos econométricos para estimar a demanda por transporte por meio de experimentos aleatórios. O bolsista ajudará na concepção e análise de experimentos que usarão a metodologia de avaliação de impacto para estimar elasticidades (cruzadas) de preços da demanda por diferentes modos de transporte em relação às mudanças no preço das corridas de aplicativos de compartilhamento de carros ou na integração com a bicicleta. O objetivo final é entender o grau de complementariedade entre o transporte público e os serviços de compartilhamento de carros ou os modos ativos ou mesmo na integração entre diferentes modos do transporte público (por exemplo, trilhos e ônibus). Outras temáticas ligadas à aplicações econométricas na compreensão de problemas contemporâneos da mobilidade como segurança viária; integração entre modos; integração metropolitana; transporte ativo; sustentabilidade urbana; tarifas de transporte público; inovação em mobilidade podem fazer parte do projeto de pesquisa. 

Requisito específico do candidato: Econometria, Métodos Experimentais, Modelos Estruturais em Economia; Banco de dados. 

(2) A Economia Política da Mobilidade: Causas e Consequências para o Brasil – 

(Vigência da bolsa: 12 meses, podendo ser renovada anualmente até o limite de 24 meses) 

O objetivo central do projeto é que o candidato encontre questões onde a política pública interage com a política partidária/eleitoral. Existem poucos estudos na literatura sobre a relação entre políticas públicas de mobilidade e a participação política. Esperamos que o pós-doutor entenda como as forças políticas interagem para apoiar determinadas políticas e se opor a outras. Há grandes oportunidades no momento para entender a dinâmica política na área de mobilidade como, por exemplo, tarifa zero e a economia política por trás de investimentos em transporte. Em particular, estamos interessados em usar os resultados para apoiar os governos no sentido de conseguir viabilizar politicamente as melhores propostas de política pública urbana e barrar políticas públicas com resultados esperados ruins para a sociedade, mas com grande apoio popular para sua execução. Após mapear as condicionantes para a adoção destas políticas, um segundo passo do projeto é verificar sua eficiência principalmente na melhoria de indicadores sociais. 

Requisito específico do candidato: Econometria, Ciência Política, Economia Política; Mobilidade Urbana. 

(3) Avaliação de Impacto de Políticas Urbanas 

(Vigência da bolsa: 12 meses, podendo ser renovada anualmente até o limite de 24 meses) 

O objetivo desta proposta é avaliar os efeitos de diferentes políticas urbanas (por exemplo, transporte, habitação, regulação urbanística) sobre variáveis socioeconômicas utilizando métodos econométricos experimentais e quase-experimentais de avaliação de impacto. A avaliação de impacto visa determinar se a política urbana é ou não eficaz, qual a magnitude do retorno e quem são os indivíduos mais afetados (positiva ou negativamente) pela política urbana. Nas últimas décadas, o conceito de políticas baseadas em evidências se tornou parte da agenda de desenvolvimento global, já que, cada vez mais, governos e empresas pensam em termos dos resultados de projetos. Como as políticas urbanas podem melhorar as condições de vida da parcela mais pobre da população? Como elas podem afetam positivamente indicadores do mercado de trabalho e de empreendedorismo? Como podem afetar positivamente variáveis socioeconômicas? Essas são algumas das perguntas que o presente projeto visa responder. 

Requisito específico do candidato: Economia Urbana, Econometria, Métodos de Avaliação de Impacto Experimentais e Quase-Experimentais. 

 

Confira o edital completo na versão em português e inglês.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.