Internet das coisas na esfera educacional: potencial de aplicação, uso de dispositivos e seus desafios

Julho, 2019

Curso

Mestrado Profissional em Gestão para Competitividade - Tecnologia da Informação

Autor(es)

Orientador

A Internet das Coisas (IoT) é uma das tecnologias emergentes com potencial de crescimento que elevou o fenômeno Internet para outro nível. IoT conjugada com outras tecnologias já impetram resultados como o ganho da eficiência nas organizações dos mais variados setores. No setor da educação, em comparação com outras áreas do mercado, as ofertas de IoT apresentam-se de forma tímida, e esse trabalho evidencia o potencial desta tecnologia IoT no ambiente de aprendizagem, classificando as soluções existentes em dois grupos macros: Gestão do Campus, que agrupa as soluções visando a melhoria da eficiência em custos, qualidade e segurança, sobre o prisma da monitoração do ambiente físico e no segundo grupo, não menos importante, o Processo de Aprendizado com artigos focando na mensuração do comportamento do aprendiz em sala e ou em ambiente de aprendizagem, na metodologia de aprendizagem e ou metodologia de ensino. Essas contribuições podem colaborar com o aumento da eficiência no processo de transferência de conhecimento, na monitoração e controle por meio de melhorias da gestão do ambiente. Entretanto, para se assimilar o efetivo benefício, a IoT precisa operar com um conjunto de informações gerados por dispositivos. Nesse contexto, qual o grau de concordância do ponto de vista do aluno, quanto ao uso do dispositivo durante os estudos? E qual o grau de concordância que a Instituição de Ensino Superior (IES) colete dados, por meio de dispositivos durante os estudos de seus alunos? Por meio de uma pesquisa exploratória direcionada a alunos e ex-alunos de graduação, foi medido o grau de aceitação do uso de diversos dispositivos em ambientes de aprendizagem e o grau de aceitação em compartilhar os dados produzidos pelos dispositivos. Mais de 70% dos respondentes afirmaram que usaria com certeza os dispositivos, o que elimina qualquer dúvida quanto ao uso dos dispositivos pelos alunos, ponto fundamental para a assimilação e a adoção da tecnologia IoT no campo da educação. Quanto ao grau de concordâncias sobre a coleta dos dados pela IES e consequentemente o uso das informações coletadas, houve algumas variações, porém, se destaca a aceitação, 80,9%, de compartilhamento dos dados com os professores. O registro automático de presença dos alunos no campus da IES também foi bem aceito, 78,3% concordaram com a captura e utilização dos dados para o registro. Esse trabalho contribui com o conhecimento da tecnologia IoT na área da educação, abrindo possibilidade de transformação digital no processo de aprendizagem, analisando os possíveis benefícios da adoção da plataforma e seus desafios quanto ao uso de dispositivos pelos alunos ou instituição de ensino superior, o gerenciamento de dados e o compartilhamento.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.