O desenvolvimento de capacidades dinâmicas para a transformação digital em empresas de radiojornalismo brasileiras

Dezembro, 2020

Autor(es)

Karina Ribeiro Fernandes

Orientador

A transformação digital tem sido considerada um dos maiores desafios que as empresas enfrentam atualmente, com crescentes discussões nas pesquisas acadêmicas e práticas contemporâneas. A literatura destaca a necessidade de desenvolver novas estratégias e capacidades para a transformação digital e sugere que empresas inseridas em um ambiente marcado por rápidas e profundas transformações conseguem desenvolver melhor suas capacidades dinâmicas, construindo e renovando competências para responder às mudanças. Este estudo pretende contribuir para a literatura ao incluir a perspectiva das capacidades dinâmicas para a transformação digital, analisando empresas de radiojornalismo brasileiras que responderam às transformações do mercado, se aproximaram dos consumidores e aproveitaram as inovações digitais para criar valor. Assim, o objetivo foi identificar as capacidades dinâmicas desenvolvidas como consequência dos esforços estratégicos das empresas direcionados ao seu engajamento com a transformação digital. Para isso, foi desenvolvido um modelo teórico e sugeridas algumas proposições, baseadas na literatura, para avaliar o fenômeno. Posteriormente, foram realizados estudos de caso múltiplos em quatro empresas de radiojornalismo brasileiras, todas com transmissão multiplataforma. Os dados foram coletados por meio de 28 entrevistas em profundidade e a escolha dos entrevistados se deu pelo envolvimento no processo de transformação digital. Além disso, foi feita observação da dinâmica de trabalho na era digital e foram utilizadas fontes secundárias de pesquisa com mais de 150 documentos sobre as empresas, integrando e triangulando informações. A pesquisa utilizou como estratégia de análise dos dados, a técnica de coding, buscando encontrar padrões nos dados coletados. Para preservar a integridade da lógica de replicação, a análise de casos cruzados foi feita após a análise caso a caso, com a utilização do software de tratamento de dados qualitativos Atlas TI. Os resultados revelaram que a maior proximidade com os stakeholders, por meio das inovações digitais, aliada à construção de uma cultura inovadora, a adoção de um espaço de trabalho interativo que permita o fluxo de conhecimento entre as equipes e a interação com os gestores para tomadas de decisão mais ágeis, impulsionaram o desenvolvimento de capacidades dinâmicas. Além disso, os achados da pesquisa trouxeram como contribuição a inclusão de um novo microfundamento na capacidade de transformação da empresa, que neste estudo é chamado de “estratégias iterativas”, uma vez que as estratégias são desenvolvidas e reajustadas durante a execução.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.