Sistematização de informações por recorte temático e setorial - Parte 3 do Produto 6

Novembro, 2014

O Produto 6.0 – Relatório final está dividido em três documentos distintos, como segue: Parte I – Recomendações para uma estratégia nacional em adaptação; Parte II – Metodologias para identificação e priorização de medidas de adaptação; Parte III – Sistematização de informações por recorte temático e setorial e matrizes de priorização de áreas e setores. Este documento compreende a parte III do produto, a qual visa apresentar uma síntese das informações levantadas nos produtos 2.0.0 e 2.0.1, sistematizada por recorte temático/setorial. Para cada um dos temas/setores abarcados nestes produtos (agropecuária, água, biodiversidade, cidades, desastres naturais, energia, indústria, saúde, transportes e zonas costeiras), é apresentado um resumo dos: (1) Principais vulnerabilidades, impactos e medidas de adaptação; (2) Principais resultados da aplicação da ferramenta Climate Lens em instrumentos de planejamento do Estado. A seção traz também mapas temáticos e figuras ilustrativas ainda não apresentadas em outros produtos, bem como algumas recomendações por tema/setor. Ao final das sistematizações setoriais são consolidadas as principais considerações e recomendações listadas em cada setor/tema e aplicáveis ao conjunto de ações de adaptação para o País. Importante ressaltar que essas recomendações foram repetidamente descritas em todos os 10 setores/temas analisados e, portanto foram classificadas como Macro Recomendações e Considerações. Após a apresentação das Macro Recomendações/Considerações a seção apresenta uma sistematização das principais informações e/ou conhecimentos sobre impactos existentes em cada região geográfica do País por setor/tema. Posteriormente, a partir das macro recomendações/considerações elencadas foram extraídos 5 critérios chaves para sistematizar as principais lacunas para avançar na geração de conhecimento e identificação de medidas de adaptação ao longo das regiões brasileiras por setor/tema analisado. Por fim a parte III apresenta matrizes para priorização de áreas e setores para auxiliar na tomada de decisão por parte do poder público. A Parte I busca retomar, de maneira sucinta e estruturada, elementos tratados ao longo dos estudos anteriores com o objetivo de apresentar recomendações para uma estratégia nacional de adaptação para o país, enquanto a Parte II apresenta ferramentas para identificação e priorização de riscos, vulnerabilidades e medidas de adaptação.

A partir de parceria com a Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (SMCQ-MMA), o GVces elaborou uma série de estudos e oficinas contemplando a sistematização do conhecimento existente sobre adaptação às mudanças do clima, bem como ações capazes de contribuir para o planejamento público no tema. O objetivo foi fornecer subsídios técnicos por meio de uma proposta metodológica para o desenvolvimento de uma estratégia nacional de adaptação às mudanças do clima e aos seus efeitos, um dos componentes do Plano Nacional sobre Mudança do Clima. Durante o projeto foram realizadas mais de 10 oficinas com diversos públicos entre representantes dos ministérios, estados, sociedade civil e academia.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.