Evolução das emissões de gases de efeito estufa no Brasil (1970-2013) - Setor de Energia e Processos Industriais

Agosto, 2015

A fim de prover fácil acesso a dados consistentes da evolução histórica das emissões antrópicas de gases de efeito estufa (GEE) associadas a suas fontes emissoras no Brasil, o Observatório do Clima, no final de 2013, apresentou a primeira versão do Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), contemplando as emissões nacionais no período 1990-2012 para os setores de (i) mudança de uso da terra, (ii) agropecuária, (iii) energia, (iv) processos industriais e uso de produtos e (v) resíduos. Nesse processo, o Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) realizou o trabalho técnico referente às estimativas das emissões dos setores de energia e de processos industriais e uso de produtos (PIUP).

Entre meados de 2014 e meados de 2015, foi desenvolvida a segunda versão do SEEG que, além de revisar as estimativas para o período 1990-2012 e incluir as estimativas de emissões para o ano de 2013, acrescenta as estimativas de emissões nacionais para o período 1970-1989 e pioneiramente apresenta uma primeira aproximação da distribuição das emissões por unidade da federação ao longo de todo o período 1970-2013.

A partir dos dados do SEEG, este documento traz análises sobre as emissões dos setores de energia e de PIUP. Além disso, discute desafi os que se apresentam com vistas à mitigação de emissões. Tais descrições analíticas dividem-se em quatro partes, abordando os quatro segmentos mais emissores dentro do universo da energia e de PIUP: transportes, geração de energia elétrica, indústria e produção de combustíveis. 

Para cada um desses, buscou-se mostrar a importância relativa do segmento no conjunto das emissões nacionais, os perfi s de emissão por tipo de atividade ou outros detalhamentos encontrados, e questões a respeito do futuro dessas emissões. Este documento foi, assim, estruturado em sete capítulos. O primeiro traz um panorama geral das emissões dos setores de energia e de PIUP, inserindo-as no contexto das emissões totais no país. Os capítulos 2, 3, 4 e 5 respectivamente analisam os quatro segmentos mais emissores dentro do universo da energia e de PIUP, incluindo algumas avaliações críticas quanto à situação atual e tendências para o futuro, bem como recomendações.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.