Plano do curso

Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Metodologia de Problemas Científicos

    Gestores tendem a basear suas decisões em hábitos e convenções e em autoconfiança. O curso se propõe a trazer o processo científico para o centro do processo de decisão do gestor. O curso tem como objetivo discutir como a metodologia científica pode ser usada para a resolução de problemas de negócios, em outras palavras, a gestão baseada em evidências, que significa usar as melhores evidências disponíveis no processo de decisão das organizações. A proposta é desenvolver o pensamento crítico para buscar a teoria, conteúdos e conhecimentos mais adequados para produzir as melhores evidências reduzindo vieses e julgamentos inadequados.

    Gestores tendem a basear suas decisões em hábitos e convenções e em autoconfiança. O curso se propõe a trazer o processo científico para o centro do processo de decisão do gestor. O curso tem como objetivo discutir como a metodologia científica pode ser usada para a resolução de problemas de negócios, em outras palavras, a gestão baseada em evidências, que significa usar as melhores evidências disponíveis no processo de decisão das organizações. A proposta é desenvolver o pensamento crítico para buscar a teoria, conteúdos e conhecimentos mais adequados para produzir as melhores evidências reduzindo vieses e julgamentos inadequados.

    Carga horária
    30h
    • Carlos Eduardo Lourenço

      Carlos Eduardo Lourenço

      Doutor em Administração de Empresas (Departamento de Mercadologia) pela FGV-EAESP (2016). Possui graduação em Engenharia de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Relações...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
    • Luciana Marques Vieira

      Luciana Marques Vieira

      PhD em Agricultural and Food Economics pela University of Reading, Reino Unido ((2004). Pesquisadora visitante na Brown...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutora em Economia Agrícola e Alimentar pela Universidade de Reading, Inglaterra
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2016
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Negociação

    O objetivo do curso de negociação é discutir como a negociação pode ser um instrumento de gestão que pode afetar a competitividade da empresa seja na gestão dos conflitos internos à organização seja no relacionamento de negócios, facilitando a comunicação entre as partes. Para tanto serão abordados os seguintes tópicos: fundamentos da negociação. Tipos e abordagens de negociação. Planejamento, execução e avaliação da negociação. Aspectos emocionais da negociação. Aspectos cognitivos da negociação. Estilo de negociação

    O objetivo do curso de negociação é discutir como a negociação pode ser um instrumento de gestão que pode afetar a competitividade da empresa seja na gestão dos conflitos internos à organização seja no relacionamento de negócios, facilitando a comunicação entre as partes. Para tanto serão abordados os seguintes tópicos: fundamentos da negociação. Tipos e abordagens de negociação. Planejamento, execução e avaliação da negociação. Aspectos emocionais da negociação. Aspectos cognitivos da negociação. Estilo de negociação

    Carga horária
    15h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Relações...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Comunicação

    O objetivo do curso é aumentar o conhecimento dos alunos na área de comunicação interpessoal no contexto organizacional e práticas de suas habilidades comunicacionais. As ferramentas de comunicação são parte importante para o desempenho de qualquer organização, tanto pelo estímulo ao fluxo de informações quanto pela construção de um ambiente de trabalho saudável.

    O objetivo do curso é aumentar o conhecimento dos alunos na área de comunicação interpessoal no contexto organizacional e práticas de suas habilidades comunicacionais. As ferramentas de comunicação são parte importante para o desempenho de qualquer organização, tanto pelo estímulo ao fluxo de informações quanto pela construção de um ambiente de trabalho saudável.

    Carga horária
    15h
    • Marcelo Oliveira Coutinho de Lima

      Marcelo Oliveira Coutinho de Lima

      É doutor (2002) e mestre (1996) em Sociologia pela Universidade de São Paulo, com graduação em Comunicação Social pela mesma...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Sociologia pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais profissionais; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2005
  • Liderança e Change Management

    Procurar bons líderes no mercado ou desenvolver gestores da própria empresa tem sido um grande desafio da área de pessoas. A escassez de profissionais de alta performance tem inquietado as empresas pelo fato de elas atuarem em um cenário incerto e também em um mercado dinâmico e desafiador. Não obstante profissionais se sentirem pouco preparados para enfrentarem as adversidades impostas pelo mercado, é consenso que a presença e o papel da liderança fazem toda diferença nas organizações. É requerido um líder exemplar, competente, colaborativo, criativo, decisivamente ágil e diferente e que saiba conduzir com maestria as mudanças impostas pelo mercado de trabalho. Assim, a disciplina “Liderança e Change Management” propõe trabalhar teoria e prática com o olhar voltado para o autoconhecimento e autodesenvolvimento da liderança, discutindo os aspectos essenciais e desafiadores do líder na organização.

    Procurar bons líderes no mercado ou desenvolver gestores da própria empresa tem sido um grande desafio da área de pessoas. A escassez de profissionais de alta performance tem inquietado as empresas pelo fato de elas atuarem em um cenário incerto e também em um mercado dinâmico e desafiador. Não obstante profissionais se sentirem pouco preparados para enfrentarem as adversidades impostas pelo mercado, é consenso que a presença e o papel da liderança fazem toda diferença nas organizações. É requerido um líder exemplar, competente, colaborativo, criativo, decisivamente ágil e diferente e que saiba conduzir com maestria as mudanças impostas pelo mercado de trabalho. Assim, a disciplina “Liderança e Change Management” propõe trabalhar teoria e prática com o olhar voltado para o autoconhecimento e autodesenvolvimento da liderança, discutindo os aspectos essenciais e desafiadores do líder na organização.

    Carga horária
    30h
    • Beatriz Maria Braga

      Beatriz Maria Braga

      Graduação em Administração de Empresas - Michigan Technological University (1980), mestrado em Administração de Empresas pela...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutora em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2002
  • Gestão da Competitividade e Inovação

    Em um ambiente cada vez mais instável e com- petitivo, a inovação é um dos principais pilares que garantem a competitividade das empresas. Esta disciplina tem como objetivo, discutir os principais conceitos que envolvem o tema inovação e fornecer subsídios aos participantes para preparar a cultura da sua organização para a inovação, criando uma organização voltada ao intraempreendedorismo.

    Em um ambiente cada vez mais instável e com- petitivo, a inovação é um dos principais pilares que garantem a competitividade das empresas. Esta disciplina tem como objetivo, discutir os principais conceitos que envolvem o tema inovação e fornecer subsídios aos participantes para preparar a cultura da sua organização para a inovação, criando uma organização voltada ao intraempreendedorismo.

    Carga horária
    30h
    • Luiz Carlos Di Serio

      Luiz Carlos Di Serio

      Luiz Carlos Di Serio é professor Titular da Fundação Getulio Vargas - Escola de Administração de Empresas de São Paulo desde...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Engenharia pela Escola de Engenharia de São Carlos
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1992
    • Tales Andreassi

      Tales Andreassi

      Graduado em Administração pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado em Administração pela Universidade de São Paulo (1994...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2000
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Seminário de Trabalho Aplicado de Varejo I

    Este curso destina-se apenas aos alunos da Linha de Varejo que já tenham cursado e sido aprovados na disciplina de Metodologia de Problemas Científicos. O objetivo do seminário é aprofundar a reflexão do projeto de Trabalho Aplicado, discutir as escolhas de questão de pesquisa, aprofundar a revisão de literatura e desenhar a metodologia de coleta de dados. Ao final da disciplina os alunos deverão ter desenvolvido seu projeto de pesquisa.

    Este curso destina-se apenas aos alunos da Linha de Varejo que já tenham cursado e sido aprovados na disciplina de Metodologia de Problemas Científicos. O objetivo do seminário é aprofundar a reflexão do projeto de Trabalho Aplicado, discutir as escolhas de questão de pesquisa, aprofundar a revisão de literatura e desenhar a metodologia de coleta de dados. Ao final da disciplina os alunos deverão ter desenvolvido seu projeto de pesquisa.

    Carga horária
    30h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Relações...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
    • Maurício Gerbaudo Morgado

      Maurício Gerbaudo Morgado

      Graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Administração pela Universidade de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
  • Seminário de Trabalho Aplicado de Varejo II

    Este curso destina-se apenas aos alunos da Linha de Varejo que já tenham cursado e sido aprovados na disciplina de Metodologia de Problemas Científicos. O objetivo do seminário é aprofundar a reflexão do projeto de Trabalho Aplicado, discutir as escolhas de questão de pesquisa, aprofundar a revisão de literatura e desenhar a metodologia de coleta de dados. Ao final da disciplina os alunos deverão ter desenvolvido seu projeto de pesquisa.
     

    Este curso destina-se apenas aos alunos da Linha de Varejo que já tenham cursado e sido aprovados na disciplina de Metodologia de Problemas Científicos. O objetivo do seminário é aprofundar a reflexão do projeto de Trabalho Aplicado, discutir as escolhas de questão de pesquisa, aprofundar a revisão de literatura e desenhar a metodologia de coleta de dados. Ao final da disciplina os alunos deverão ter desenvolvido seu projeto de pesquisa.
     

    Carga horária
    30h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Relações...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
    • Maurício Gerbaudo Morgado

      Maurício Gerbaudo Morgado

      Graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Administração pela Universidade de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Analytics e Métodos Estatísticos

    No contexto do varejo, executivos têm sido cobrados para justificarem as suas decisões e demonstrarem o retorno obtido em termos de impacto no consumidor, ativos de marketing – como valor da marca e do cliente –, posição financeira, de mercado e competitiva. O ambiente acadêmico também tem motivado pesquisadores, professores e alunos para o desenvolvimento de práticas que permitam uma análise de dados consistente para a tomada de decisões. Em virtude disso, a disciplina objetiva apresentar situações de mensuração de resultados, uso de dados, métricas e análise estatística para a busca pelo aumento da competitividade no varejo, bem como na relação entre indústria e varejo, pautada na capacidade analítica. A discipli- na também objetiva que o aluno: (i) aprenda como calcular e interpretar importantes métricas a partir de aplicações mercadológicas no ambiente do varejo, descrever como são construídas e como utilizá-las na tomada de decisão; (ii) compreenda algumas possibilidades para aplicações das análises estatísticas no contexto de empresas varejistas para orientar a tomada de decisão.

    No contexto do varejo, executivos têm sido cobrados para justificarem as suas decisões e demonstrarem o retorno obtido em termos de impacto no consumidor, ativos de marketing – como valor da marca e do cliente –, posição financeira, de mercado e competitiva. O ambiente acadêmico também tem motivado pesquisadores, professores e alunos para o desenvolvimento de práticas que permitam uma análise de dados consistente para a tomada de decisões. Em virtude disso, a disciplina objetiva apresentar situações de mensuração de resultados, uso de dados, métricas e análise estatística para a busca pelo aumento da competitividade no varejo, bem como na relação entre indústria e varejo, pautada na capacidade analítica. A discipli- na também objetiva que o aluno: (i) aprenda como calcular e interpretar importantes métricas a partir de aplicações mercadológicas no ambiente do varejo, descrever como são construídas e como utilizá-las na tomada de decisão; (ii) compreenda algumas possibilidades para aplicações das análises estatísticas no contexto de empresas varejistas para orientar a tomada de decisão.

    Carga horária
    30h
    • Leandro Angotti Guissoni

      Leandro Angotti Guissoni

      Professor Full-Time do Departamento de Mercadologia da FGV EAESP em cursos de graduação, especialização e pós-graduação stricto...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Organizações pela USP-Ribeirão Preto
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2013
  • Desafios e Tendências de Mercado

    O curso tem como objetivo oferecer uma vi- são das mais recentes tendências de varejo e permitir aos participantes que possam transportar esse conhecimento à realidade das organizações varejistas brasileiras.

    O curso tem como objetivo oferecer uma vi- são das mais recentes tendências de varejo e permitir aos participantes que possam transportar esse conhecimento à realidade das organizações varejistas brasileiras.

    Carga horária
    15h
    • Maurício Gerbaudo Morgado

      Maurício Gerbaudo Morgado

      Graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Administração pela Universidade de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
  • Pensamento e Planejamento Estratégico

    A estratégia de uma empresa envolve o pro- cesso de decisão de alocação de recursos escassos em busca de vantagem competitiva no mercado. As etapas do planejamento estratégico são conhecidas e envolvem a análise dos recursos e das capacidades internas da empresa, o ambiente institucional e a pesquisa da competição e do consumidor originando escolhas relativas a segmentação, localização, distribuição, comunicação e preço. Entretanto, o dia a dia da batalha das em- presas desafia as noções clássicas de com- pressão da estratégia. Este curso trabalha de forma aplicada com o modelo clássico de estratégia de marketing e discute as suas limitações apresentando o conhecimento aplicado de fronteira sobre estratégia de mercado no varejo em torno dos eixos de inovação e engajamento do consumidor.

    A estratégia de uma empresa envolve o pro- cesso de decisão de alocação de recursos escassos em busca de vantagem competitiva no mercado. As etapas do planejamento estratégico são conhecidas e envolvem a análise dos recursos e das capacidades internas da empresa, o ambiente institucional e a pesquisa da competição e do consumidor originando escolhas relativas a segmentação, localização, distribuição, comunicação e preço. Entretanto, o dia a dia da batalha das em- presas desafia as noções clássicas de com- pressão da estratégia. Este curso trabalha de forma aplicada com o modelo clássico de estratégia de marketing e discute as suas limitações apresentando o conhecimento aplicado de fronteira sobre estratégia de mercado no varejo em torno dos eixos de inovação e engajamento do consumidor.

    Carga horária
    30h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Relações...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Big Data

    No contexto do varejo, é indispensável que os executivos saibam buscar dados adequa- dos para a tomada de decisões, bem como ter uma noção das restrições, dos desafios e dos riscos associados à seleção e aplicação das técnicas analíticas. Precisam também adquirir sólidas noções sobre como lidar com o fenômeno do Big Data, de forma realista e objetiva.
    A disciplina apresenta possibilidades para empresas poderem utilizar dados e gerar insights sobre como alocar melhor os recursos disponíveis, criar e capturar valor por meio do uso da tecnologia. A disciplina também apresenta múltiplas possibilidades de aplicação do Big Data, com ênfase em sistemas de recomendação.

    No contexto do varejo, é indispensável que os executivos saibam buscar dados adequa- dos para a tomada de decisões, bem como ter uma noção das restrições, dos desafios e dos riscos associados à seleção e aplicação das técnicas analíticas. Precisam também adquirir sólidas noções sobre como lidar com o fenômeno do Big Data, de forma realista e objetiva.
    A disciplina apresenta possibilidades para empresas poderem utilizar dados e gerar insights sobre como alocar melhor os recursos disponíveis, criar e capturar valor por meio do uso da tecnologia. A disciplina também apresenta múltiplas possibilidades de aplicação do Big Data, com ênfase em sistemas de recomendação.

    Carga horária
    30h
    • Leandro Angotti Guissoni

      Leandro Angotti Guissoni

      Professor Full-Time do Departamento de Mercadologia da FGV EAESP em cursos de graduação, especialização e pós-graduação stricto...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Organizações pela USP-Ribeirão Preto
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2013
  • Logística e Supply Chain

    O setor varejista no Brasil tem representado importante fatia da economia brasileira, sendo importante elo entre a indústria e o consumidor final. Ao mesmo tempo, nos tempos mais recentes, observa-se uma mudança na liderança de várias cadeias, que migraram de um modelo de oferta de produtos e serviços aos clientes conduzido pela indústria – producer driven – para cadeias direcionadas pelo varejo – buyer driven. Para garantir, ao mesmo tempo, um bom nível de serviço a esse cliente, evitando rupturas de estoque e custos reduzidos, a logística se torna essencial.
    Porém, quando se expande o conceito de logística para o de supply chain management, nota-se que o varejo é parte de uma complexa rede de relacionamentos e de processos integrados com outros players das cadeias de suprimento, e que o valor efetivamente percebido pelo consumidor é resultante do desempenho da cadeia, e não dos seus membros individualmente.
    A disciplina pretende, portanto, apresentar aos alunos essa visão sistêmica e abrangente que relaciona a gestão da logística e das cadeias de suprimento com a obtenção de vantagens competitivas.

    O setor varejista no Brasil tem representado importante fatia da economia brasileira, sendo importante elo entre a indústria e o consumidor final. Ao mesmo tempo, nos tempos mais recentes, observa-se uma mudança na liderança de várias cadeias, que migraram de um modelo de oferta de produtos e serviços aos clientes conduzido pela indústria – producer driven – para cadeias direcionadas pelo varejo – buyer driven. Para garantir, ao mesmo tempo, um bom nível de serviço a esse cliente, evitando rupturas de estoque e custos reduzidos, a logística se torna essencial.
    Porém, quando se expande o conceito de logística para o de supply chain management, nota-se que o varejo é parte de uma complexa rede de relacionamentos e de processos integrados com outros players das cadeias de suprimento, e que o valor efetivamente percebido pelo consumidor é resultante do desempenho da cadeia, e não dos seus membros individualmente.
    A disciplina pretende, portanto, apresentar aos alunos essa visão sistêmica e abrangente que relaciona a gestão da logística e das cadeias de suprimento com a obtenção de vantagens competitivas.

    Carga horária
    30h
    • Priscila Laczynski de Souza Miguel

      Priscila Laczynski de Souza Miguel

      Graduada em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (1995), possui mestrado e doutorado em Administração de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutora em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2011
  • Métricas Financeiras e Pricing

    A disciplina integra conhecimentos de finanças e marketing para a otimização de resultados em empresas de varejo. Desenvolve habilidades para aplicar métricas financeiras e no contexto mercadológico de pricing em empresas de varejo

    A disciplina integra conhecimentos de finanças e marketing para a otimização de resultados em empresas de varejo. Desenvolve habilidades para aplicar métricas financeiras e no contexto mercadológico de pricing em empresas de varejo

    Carga horária
    30h
    • Delane Botelho

      Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Lavras (1989), mestrado em...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2000
    • Edilene Santana Santos

      Edilene Santana Santos

      É graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG - 1994), mestre (2000) e doutora (2004) em...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutora em Ciências Contábeis pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
  • Varejo Online e Multicanal

    Avanços tecnológicos vêm permitindo que consumidores utilizem diferentes dispositivos (celulares, smartphones, tablets, computadores) e canais (online, offline) durante a jornada de compras. Isso faz com que, hoje em dia, as empresas varejistas precisem estar preparadas para adaptarem seus modelos de negócios considerando o varejo online e multicanal. O curso tem como objetivo oferecer uma visão de como integrar a multicanalidade às operações do varejo tradicional, de forma estratégica e operacional. A disciplina objetiva, também, que o participante compreenda o modelo de negócios de empresas tradicionais e startups no ambiente do ecommerce e disrupção digital. Empresas que operam com e-commerce têm buscado crescer utilizando diversas táticas de sortimento, conveniência ao consumidor e preço com os objetivos de adquirir, reter clientes e aumentar o ticket médio. No Brasil, o momento tem sido atrativo ao observar um aumento da participação das vendas online nas vendas totais do varejo, passando de 2,8% em 2011 para cerca de 5% em períodos mais recentes. O participante será exposto aos diferentes modelos de negócios no e-commerce sob a perspectiva da disrupção digital.

    Avanços tecnológicos vêm permitindo que consumidores utilizem diferentes dispositivos (celulares, smartphones, tablets, computadores) e canais (online, offline) durante a jornada de compras. Isso faz com que, hoje em dia, as empresas varejistas precisem estar preparadas para adaptarem seus modelos de negócios considerando o varejo online e multicanal. O curso tem como objetivo oferecer uma visão de como integrar a multicanalidade às operações do varejo tradicional, de forma estratégica e operacional. A disciplina objetiva, também, que o participante compreenda o modelo de negócios de empresas tradicionais e startups no ambiente do ecommerce e disrupção digital. Empresas que operam com e-commerce têm buscado crescer utilizando diversas táticas de sortimento, conveniência ao consumidor e preço com os objetivos de adquirir, reter clientes e aumentar o ticket médio. No Brasil, o momento tem sido atrativo ao observar um aumento da participação das vendas online nas vendas totais do varejo, passando de 2,8% em 2011 para cerca de 5% em períodos mais recentes. O participante será exposto aos diferentes modelos de negócios no e-commerce sob a perspectiva da disrupção digital.

    Carga horária
    30h
    • Maurício Gerbaudo Morgado

      Maurício Gerbaudo Morgado

      Graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Administração pela Universidade de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
  • Supply Chain e Omnichannel: uma Visão Centrada no Cliente

    O crescimento do e-commerce, ao contrário das expectativas iniciais, serviu para reforçar o modelo físico tradicional por meio da abordagem do varejo omnichannel, que mescla as experiências reais e virtuais de compras. Neste modelo, ganhou relevância uma visão centrada no cliente que traz consigo alguns aspectos tais como: trade-off entre responsividade e eficiência; novos requisitos de velocidade e flexibilidade de abastecimento; necessidade de maior gestão sobre a variedade e complexidade de sortimento; gestão de riscos; adaptação às expectativas de sustentabilidade.
    Uma resposta adequada a este conjunto de desafios leva diretamente a uma reflexão sobre o novo papel da área de supply chain no contexto do omnichannel. As cadeias de suprimentos devem adotar uma abordagem integrada de rede para atender os clientes, visando a uma experiência de compra perfeita desde a confirmação do pedido até a entrega do produto ou serviço. Multiplicidade de canais, mudança do perfil dos clientes e consumidores, e evolução dos negócios de varejo estão cada vez mais presentes na ordem do dia das organizações. A gestão avançada da cadeia de suprimentos passa pela adequada definição dos canais de distribuição, da estrutura de custos, dos parâmetros de visibilidade em cada elo da cadeia, da logística reversa e de tantas outras atividades relacionadas.
    A presente disciplina tem por objetivo discutir sobre estas adaptações necessárias na gestão de supply chain frente aos novos desafios do atendimento à demanda do setor de varejo, explorando as complementaridades das duas abordagens.

    O crescimento do e-commerce, ao contrário das expectativas iniciais, serviu para reforçar o modelo físico tradicional por meio da abordagem do varejo omnichannel, que mescla as experiências reais e virtuais de compras. Neste modelo, ganhou relevância uma visão centrada no cliente que traz consigo alguns aspectos tais como: trade-off entre responsividade e eficiência; novos requisitos de velocidade e flexibilidade de abastecimento; necessidade de maior gestão sobre a variedade e complexidade de sortimento; gestão de riscos; adaptação às expectativas de sustentabilidade.
    Uma resposta adequada a este conjunto de desafios leva diretamente a uma reflexão sobre o novo papel da área de supply chain no contexto do omnichannel. As cadeias de suprimentos devem adotar uma abordagem integrada de rede para atender os clientes, visando a uma experiência de compra perfeita desde a confirmação do pedido até a entrega do produto ou serviço. Multiplicidade de canais, mudança do perfil dos clientes e consumidores, e evolução dos negócios de varejo estão cada vez mais presentes na ordem do dia das organizações. A gestão avançada da cadeia de suprimentos passa pela adequada definição dos canais de distribuição, da estrutura de custos, dos parâmetros de visibilidade em cada elo da cadeia, da logística reversa e de tantas outras atividades relacionadas.
    A presente disciplina tem por objetivo discutir sobre estas adaptações necessárias na gestão de supply chain frente aos novos desafios do atendimento à demanda do setor de varejo, explorando as complementaridades das duas abordagens.

    Carga horária
    15h
    • Maurício Gerbaudo Morgado

      Maurício Gerbaudo Morgado

      Graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em Administração pela Universidade de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2004
  • Desenvolvimento de Produtos e Coleções

    A disciplina apresenta as principais decisões estratégicas do varejista na definição do mix de produtos e na gestão de marcas, discutindo os critérios que auxiliam na estratégia de sortimento e no posicionamento do varejo, na adequada definição e no gerenciamento da linha de produtos. Aborda o gerenciamento de categorias – árvore de decisão, processos de gerenciamento, solução, papel das categorias, foco de atuação – como um processo de integração de varejistas e fornecedores, bem como as implicações nas relações comerciais. Além disso, gestão de produtos sazonais, critérios para a introdução de produtos em linha e tratamento de produtos “fora de linha”. Trata também do panorama atual de marcas próprias no Brasil, debatendo as principais oportunidades e desafios do setor.

    A disciplina apresenta as principais decisões estratégicas do varejista na definição do mix de produtos e na gestão de marcas, discutindo os critérios que auxiliam na estratégia de sortimento e no posicionamento do varejo, na adequada definição e no gerenciamento da linha de produtos. Aborda o gerenciamento de categorias – árvore de decisão, processos de gerenciamento, solução, papel das categorias, foco de atuação – como um processo de integração de varejistas e fornecedores, bem como as implicações nas relações comerciais. Além disso, gestão de produtos sazonais, critérios para a introdução de produtos em linha e tratamento de produtos “fora de linha”. Trata também do panorama atual de marcas próprias no Brasil, debatendo as principais oportunidades e desafios do setor.

    Carga horária
    30h
    • Lucas Sciencia do Prado

      Lucas Sciencia do Prado

      Doutor em Administração de Organizações pela Faculdade de Economia Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto -...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Organizações pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
  • Comunicação, Novas Mídias e Redes Sociais

    As tradicionais formas de comunicação já não surtem o mesmo efeito que há poucos anos, e o varejo, sempre grande utilizador das mídias de massa, tem de adaptar-se. Novas mídias têm surgido, assim como novas formas de atingir o consumidor. A disciplina tratará de links patrocinados, mídias interativas e da utilização das redes sociais para a comunicação com os clientes. Abordará também a riqueza de dados e de possibilidades que essas novas alternativas de comunicação geram para os varejistas. Contará também com o depoimento de profissionais do mercado e de varejistas que têm utilizado essas novas mídias.

    As tradicionais formas de comunicação já não surtem o mesmo efeito que há poucos anos, e o varejo, sempre grande utilizador das mídias de massa, tem de adaptar-se. Novas mídias têm surgido, assim como novas formas de atingir o consumidor. A disciplina tratará de links patrocinados, mídias interativas e da utilização das redes sociais para a comunicação com os clientes. Abordará também a riqueza de dados e de possibilidades que essas novas alternativas de comunicação geram para os varejistas. Contará também com o depoimento de profissionais do mercado e de varejistas que têm utilizado essas novas mídias.

    Carga horária
    30h
    • Benjamin Rosenthal

      Benjamin Rosenthal

      Possui graduação em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - SP (1994), mestrado em Psicologia Experimental:...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2013
  • Experiência de Compra e Shopper

    O objetivo do curso é discutir comportamento do consumidor e do shopper e como o ambiente de loja influencia na percepção do consumidor e em sua decisão de compra. 

    O objetivo do curso é discutir comportamento do consumidor e do shopper e como o ambiente de loja influencia na percepção do consumidor e em sua decisão de compra. 

    Carga horária
    15h
    • Edgard Elie Roger Barki

      Edgard Elie Roger Barki

      Possui graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Administração de Empresas pela Fundação...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Otimização de Processos, Melhoria Contínua

    A competência em gerenciamento de processos é uma das mais importantes habilidades nas organizações. Todavia, é também uma das mais negligenciadas. Independentemente da forma como as empresas escolhem competir no mercado, tal competência é fundamental para consecução de seus objetivos estratégicos. A dinâmica competitiva demanda adaptações constantes dos processos organizacionais, e em boa parte dessas ocasiões, eficácia e eficiência não bastam; os processos também devem estar imersos em uma lógica de melhoria contínua, buscando, assim, a satisfação do cliente e a sustentabilidade do negócio.
    Esta disciplina visa apresentar o papel estratégico que o gerenciamento dos processos desempenha nas organizações, sendo capazes de TRANSFORMAR as práticas organizacionais e, dessa forma, lhes conferir vantagem competitiva. A transformação dos processos a partir de práticas de MELHORIA CONTÍNUA será colocada em perspectiva, dando especial ênfase (a) às estratégias para transformação dos processos e aos fatores que influenciam o desempenho destes, (b) ao papel da tecnologia de informação no gerenciamento de processos, (c) à importância da mentalidade enxuta na redefinição dos processos e (d) às práticas de melhoria contínua que devem ser incorporadas à transformação dos processos.
    Longe de esgotar essas questões, o curso visa colocar em discussão as diversas possibilidades que o gerenciamento de processos e a melhoria contínua oferecem às organizações, tornando-as mais competitivas e sustentáveis.

    A competência em gerenciamento de processos é uma das mais importantes habilidades nas organizações. Todavia, é também uma das mais negligenciadas. Independentemente da forma como as empresas escolhem competir no mercado, tal competência é fundamental para consecução de seus objetivos estratégicos. A dinâmica competitiva demanda adaptações constantes dos processos organizacionais, e em boa parte dessas ocasiões, eficácia e eficiência não bastam; os processos também devem estar imersos em uma lógica de melhoria contínua, buscando, assim, a satisfação do cliente e a sustentabilidade do negócio.
    Esta disciplina visa apresentar o papel estratégico que o gerenciamento dos processos desempenha nas organizações, sendo capazes de TRANSFORMAR as práticas organizacionais e, dessa forma, lhes conferir vantagem competitiva. A transformação dos processos a partir de práticas de MELHORIA CONTÍNUA será colocada em perspectiva, dando especial ênfase (a) às estratégias para transformação dos processos e aos fatores que influenciam o desempenho destes, (b) ao papel da tecnologia de informação no gerenciamento de processos, (c) à importância da mentalidade enxuta na redefinição dos processos e (d) às práticas de melhoria contínua que devem ser incorporadas à transformação dos processos.
    Longe de esgotar essas questões, o curso visa colocar em discussão as diversas possibilidades que o gerenciamento de processos e a melhoria contínua oferecem às organizações, tornando-as mais competitivas e sustentáveis.

    Carga horária
    30h
    • Lucas Sciencia do Prado

      Lucas Sciencia do Prado

      Doutor em Administração de Organizações pela Faculdade de Economia Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto -...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Organizações pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.