Plano do curso

Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Metodologia de Problemas Científicos

    Gestores tendem a basear suas decisões em hábitos e convenções e em autoconfiança. O curso se propõe a trazer o processo científico para o centro do processo de decisão do gestor. O curso tem como objetivo discutir como a metodologia científica pode ser usada para a resolução de problemas de negócios, em outras palavras, a gestão baseada em evidências, que significa usar as melhores evidências disponíveis no processo de decisão das organizações. A proposta é desenvolver o pensamento crítico para buscar a teoria, conteúdos e conhecimentos mais adequados para produzir as melhores evidências reduzindo vieses e julgamentos inadequados.

    Gestores tendem a basear suas decisões em hábitos e convenções e em autoconfiança. O curso se propõe a trazer o processo científico para o centro do processo de decisão do gestor. O curso tem como objetivo discutir como a metodologia científica pode ser usada para a resolução de problemas de negócios, em outras palavras, a gestão baseada em evidências, que significa usar as melhores evidências disponíveis no processo de decisão das organizações. A proposta é desenvolver o pensamento crítico para buscar a teoria, conteúdos e conhecimentos mais adequados para produzir as melhores evidências reduzindo vieses e julgamentos inadequados.

    Carga horária
    30h
    • Carlos Eduardo Lourenço

      Carlos Eduardo Lourenço

      Doutor em Administração de Empresas (Departamento de Mercadologia) pela FGV-EAESP (2016). Possui graduação em Engenharia de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Professor Associado de Estratégia e  Empreendedorismo. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
    • Luciana Marques Vieira

      Luciana Marques Vieira

      PhD em Agricultural and Food Economics pela University of Reading, Reino Unido ((2004). Pesquisadora visitante na Brown...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutora em Economia Agrícola e Alimentar pela Universidade de Reading, Inglaterra
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2016
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Tendências para a Competitividade

    A gestão é uma área de conhecimento muito ampla, que apresenta especificidades nas diversas áreas funcionais que compreendem o campo da Administração, nas inter-relações entre estas áreas funcionais e nos setores particulares de atuação dos negócios e os programas gerais de formação em Administração, que, em geral, não contemplam conteúdo específico necessário para a competitividade. Tendências da Competitividade é uma matéria integrativa que visa refletir sobre o significado da competitividade, as dimensões organizacionais, pessoas e institucionais da competitividade e o reflexo prático da área de concentração do Programa no trabalho dos egressos.

    A gestão é uma área de conhecimento muito ampla, que apresenta especificidades nas diversas áreas funcionais que compreendem o campo da Administração, nas inter-relações entre estas áreas funcionais e nos setores particulares de atuação dos negócios e os programas gerais de formação em Administração, que, em geral, não contemplam conteúdo específico necessário para a competitividade. Tendências da Competitividade é uma matéria integrativa que visa refletir sobre o significado da competitividade, as dimensões organizacionais, pessoas e institucionais da competitividade e o reflexo prático da área de concentração do Programa no trabalho dos egressos.

    Carga horária
    15h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Professor Associado de Estratégia e  Empreendedorismo. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Negociação

    O objetivo do curso de negociação é discutir como a negociação pode ser um instrumento de gestão que pode afetar a competitividade da empresa seja na gestão dos conflitos internos à organização seja no relacionamento de negócios, facilitando a comunicação entre as partes. Para tanto serão abordados os seguintes tópicos: fundamentos da negociação. Tipos e abordagens de negociação. Planejamento, execução e avaliação da negociação. Aspectos emocionais da negociação. Aspectos cognitivos da negociação. Estilo de negociação

    O objetivo do curso de negociação é discutir como a negociação pode ser um instrumento de gestão que pode afetar a competitividade da empresa seja na gestão dos conflitos internos à organização seja no relacionamento de negócios, facilitando a comunicação entre as partes. Para tanto serão abordados os seguintes tópicos: fundamentos da negociação. Tipos e abordagens de negociação. Planejamento, execução e avaliação da negociação. Aspectos emocionais da negociação. Aspectos cognitivos da negociação. Estilo de negociação

    Carga horária
    15h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Professor Associado de Estratégia e  Empreendedorismo. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Comunicação

    O objetivo do curso é aumentar o conhecimento dos alunos na área de comunicação interpessoal no contexto organizacional e práticas de suas habilidades comunicacionais. As ferramentas de comunicação são parte importante para o desempenho de qualquer organização, tanto pelo estímulo ao fluxo de informações quanto pela construção de um ambiente de trabalho saudável.

    O objetivo do curso é aumentar o conhecimento dos alunos na área de comunicação interpessoal no contexto organizacional e práticas de suas habilidades comunicacionais. As ferramentas de comunicação são parte importante para o desempenho de qualquer organização, tanto pelo estímulo ao fluxo de informações quanto pela construção de um ambiente de trabalho saudável.

    Carga horária
    15h
    • Marcelo Oliveira Coutinho de Lima

      Marcelo Oliveira Coutinho de Lima

      É doutor (2002) e mestre (1996) em Sociologia pela Universidade de São Paulo, com graduação em Comunicação Social pela mesma...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Sociologia pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais profissionais; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2005
  • Liderança e Change Management

    Procurar bons líderes no mercado ou desenvolver gestores da própria empresa tem sido um grande desafio da área de pessoas. A escassez de profissionais de alta performance tem inquietado as empresas pelo fato de elas atuarem em um cenário incerto e também em um mercado dinâmico e desafiador. Não obstante profissionais se sentirem pouco preparados para enfrentarem as adversidades impostas pelo mercado, é consenso que a presença e o papel da liderança fazem toda diferença nas organizações. É requerido um líder exemplar, competente, colaborativo, criativo, decisivamente ágil e diferente e que saiba conduzir com maestria as mudanças impostas pelo mercado de trabalho. Assim, a disciplina “Liderança e Change Management” propõe trabalhar teoria e prática com o olhar voltado para o autoconhecimento e autodesenvolvimento da liderança, discutindo os aspectos essenciais e desafiadores do líder na organização.

    Procurar bons líderes no mercado ou desenvolver gestores da própria empresa tem sido um grande desafio da área de pessoas. A escassez de profissionais de alta performance tem inquietado as empresas pelo fato de elas atuarem em um cenário incerto e também em um mercado dinâmico e desafiador. Não obstante profissionais se sentirem pouco preparados para enfrentarem as adversidades impostas pelo mercado, é consenso que a presença e o papel da liderança fazem toda diferença nas organizações. É requerido um líder exemplar, competente, colaborativo, criativo, decisivamente ágil e diferente e que saiba conduzir com maestria as mudanças impostas pelo mercado de trabalho. Assim, a disciplina “Liderança e Change Management” propõe trabalhar teoria e prática com o olhar voltado para o autoconhecimento e autodesenvolvimento da liderança, discutindo os aspectos essenciais e desafiadores do líder na organização.

    Carga horária
    30h
    • Anderson de Souza Sant’Anna

      Anderson de Souza Sant’Anna

      Anderson de Souza Sant'Anna é professor adjunto do Departamento de Administração Geral e de Recursos Humanos da FGV-EAESP. É...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2019
  • Governança, Anticorrupção e Compliance

    O curso conceitua o problema de corrupção na Sociedade, discutindo diversas abordagens: coletiva, individual, histórica e empresarial. Num segundo momento, introduz os principais instrumento de compliance e governança necessários para mitigar a corrupção. Por fim, explora os elementos de governança tais como implementação e sua aplicação em empresas familiares.

    O curso conceitua o problema de corrupção na Sociedade, discutindo diversas abordagens: coletiva, individual, histórica e empresarial. Num segundo momento, introduz os principais instrumento de compliance e governança necessários para mitigar a corrupção. Por fim, explora os elementos de governança tais como implementação e sua aplicação em empresas familiares.

    Carga horária
    30h
    • Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Pesquisador do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg). Professor Assistente do Departamento de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2012
    • Marcelo Marinho Aidar

      Marcelo Marinho Aidar

      Graduado em Administração de Empresas com habilitação em Administração Pública pela Fundação Getulio Vargas - SP (1986), mestre...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2000
  • Sustentabilidade e Inovação

    A trajetória da sustentabilidade na discussão econômica e de gestão começa nos anos de 1960, acelera em 1970, marca presença na agenda política global em 1980 e passa a integrar as agendas empresarias a partir de 1990. Assim como o mundo se transformou (e transforma) desde então, a posição e a agenda de sustentabilidade no espaço corporativo ganham diferentes contornos e propósitos. Esta disciplina tem como objetivo central apresentar aos alunos este histórico e o contexto atual das discussões de sustentabilidade empresarial, apresentando também diferentes narrativas e abordagens que organizações (empresariais e não-empresarias) adotam para este tema que é central, hoje, à humanidade. O que é sustentabilidade? Como as empresas enxergam este assunto e como respondem a ele? O que é greenwashing? O que é ESG? E Antropoceno? Qual o papel das empresas na agenda dos ODS? O que vem depois para as empresas? Como, enquanto formuladores de estratégia ou executivos de organizações, podemos incorporar estas discussões nas decisões organizacionais? Como facilitamos as transformações em direção à sustentabilidade desejada? Como estabelecer uma agenda de sustentabilidade corporativa alinhada às demandas globais e locais? Estas são algumas perguntas sobre as quais nos debruçaremos e tentaremos criar respostas em nossos encontros.

    A trajetória da sustentabilidade na discussão econômica e de gestão começa nos anos de 1960, acelera em 1970, marca presença na agenda política global em 1980 e passa a integrar as agendas empresarias a partir de 1990. Assim como o mundo se transformou (e transforma) desde então, a posição e a agenda de sustentabilidade no espaço corporativo ganham diferentes contornos e propósitos. Esta disciplina tem como objetivo central apresentar aos alunos este histórico e o contexto atual das discussões de sustentabilidade empresarial, apresentando também diferentes narrativas e abordagens que organizações (empresariais e não-empresarias) adotam para este tema que é central, hoje, à humanidade. O que é sustentabilidade? Como as empresas enxergam este assunto e como respondem a ele? O que é greenwashing? O que é ESG? E Antropoceno? Qual o papel das empresas na agenda dos ODS? O que vem depois para as empresas? Como, enquanto formuladores de estratégia ou executivos de organizações, podemos incorporar estas discussões nas decisões organizacionais? Como facilitamos as transformações em direção à sustentabilidade desejada? Como estabelecer uma agenda de sustentabilidade corporativa alinhada às demandas globais e locais? Estas são algumas perguntas sobre as quais nos debruçaremos e tentaremos criar respostas em nossos encontros.

    Carga horária
    30h
    • Luis Felipe Bismarchi

      Administrador (FEA-USP), mestre e doutor pelo Programa de Ciência Ambiental da USP (PROCAM) e realizou pós-doutorado em Administração (FEA-USP)....

      Saiba mais
    • Tales Andreassi

      Tales Andreassi

      Graduado em Administração pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado em Administração pela Universidade de São Paulo (1994...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2000
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Comportamento do Consumidor

    Fundamentos de comportamento do consumidor; Cultura e consumo; Economia do consumo, precificação e valor percebido; Comportamento do consumidor como ferramenta de vantagem competitiva.

    Fundamentos de comportamento do consumidor; Cultura e consumo; Economia do consumo, precificação e valor percebido; Comportamento do consumidor como ferramenta de vantagem competitiva.

    Carga horária
    30h
    • Delane Botelho

      Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Lavras (1989), mestrado em...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2000
  • Estratégia e Experiência do Consumidor

    Organizações centradas no cliente; Planejamento estratégico, inovação e engajamento do cliente; Desafios internos para a visão integrada e centrada no cliente. 

    Organizações centradas no cliente; Planejamento estratégico, inovação e engajamento do cliente; Desafios internos para a visão integrada e centrada no cliente. 

    Carga horária
    30h
    • Gilberto Sarfati

      Gilberto Sarfati

      Professor Associado de Estratégia e  Empreendedorismo. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
  • Desenho de Experiências e Jornadas

    Experiência do cliente e emoções. Desenho de experiências. Personalização da experiência e customer centricity. Experiência e engajamento.

    Experiência do cliente e emoções. Desenho de experiências. Personalização da experiência e customer centricity. Experiência e engajamento.

    Carga horária
    30h
    • Benjamin Rosenthal

      Benjamin Rosenthal

      Possui graduação em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - SP (1994), mestrado em Psicologia Experimental:...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2013
  • Experimentos, modelagem em marketing e growth hacking

    Inteligência e pesquisa de marketing, big Data e os desafios analíticos com uso da ciência de dados; Modelos preditivos, prescritivos, dashboards e visualização de dados críticos; Inteligência artificial; Experimentos para a tomada de decisão.

    Inteligência e pesquisa de marketing, big Data e os desafios analíticos com uso da ciência de dados; Modelos preditivos, prescritivos, dashboards e visualização de dados críticos; Inteligência artificial; Experimentos para a tomada de decisão.

    Carga horária
    30h
    • Jonny Mateus Rodrigues

      Jonny Mateus Rodrigues

      Matemático aplicado a negócios, mestre e doutor em Administração pela USP, com período de doutorado na Darden School of...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo
      Tempo na FGV EAESP
      Desde 2022
  • Customer Value-Centric Metrics & Decoupling

    Métricas de experiência e centralidade no clientel; ondas de disrupção digital e decoupling; destrave de valor e cadeia de valor do cliente.

    Métricas de experiência e centralidade no clientel; ondas de disrupção digital e decoupling; destrave de valor e cadeia de valor do cliente.

    Carga horária
    30h
    • Leandro Angotti Guissoni

      Leandro Angotti Guissoni

      Professor Full-Time do Departamento de Mercadologia da FGV EAESP em cursos de graduação, especialização e pós-graduação stricto...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Organizações pela USP-Ribeirão Preto
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2013
  • Revenue Operations e CRM

    O papel de Growth e Revenue nas organizações; Crescimento do negócio e integração de processos; Fórmula de crescimento e métricas para cada modelo de negócio; Customer Relationship Management (CRM) integrado ao marketing digital. 

    O papel de Growth e Revenue nas organizações; Crescimento do negócio e integração de processos; Fórmula de crescimento e métricas para cada modelo de negócio; Customer Relationship Management (CRM) integrado ao marketing digital. 

    Carga horária
    30h
    • Carlos Eduardo Lourenço

      Carlos Eduardo Lourenço

      Doutor em Administração de Empresas (Departamento de Mercadologia) pela FGV-EAESP (2016). Possui graduação em Engenharia de...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
  • Direito e relações de consumo

    Relação jurídica de consumo e direitos do consumidor (CDC). Databroker e lei geral de proteção de dados (LGPD). Governança da internet e direito digital. Princípios de ética em marketing.

    Relação jurídica de consumo e direitos do consumidor (CDC). Databroker e lei geral de proteção de dados (LGPD). Governança da internet e direito digital. Princípios de ética em marketing.

    Carga horária
    15h

    Não definido

                                                                                                     
  • Omnichannel

    Estratégias multicanal e omnichannel; Pilares para estratégia ominichammel; Uso de dados e tecnologia da informação aplicada à gestão de canais; Integração cadeia de suprimentos, logística e transporte;

    Estratégias multicanal e omnichannel; Pilares para estratégia ominichammel; Uso de dados e tecnologia da informação aplicada à gestão de canais; Integração cadeia de suprimentos, logística e transporte;

    Carga horária
    15h

    Não definido

                                                                                                     
  • Digital e Social Media Marketing

    As mídias digitais e sociais são parte integrante dos melhores planos de marketing por isso é necessário entender sobre teorias, táticas e ferramentas por trás da tecnologia. Compreender o impacto e o significado em evolução das mídias sociais em vários aspectos da sociedade, dos mercados e das empresas contribui para a construção e execução de planos e estratégias mais assertivas.

    As mídias digitais e sociais são parte integrante dos melhores planos de marketing por isso é necessário entender sobre teorias, táticas e ferramentas por trás da tecnologia. Compreender o impacto e o significado em evolução das mídias sociais em vários aspectos da sociedade, dos mercados e das empresas contribui para a construção e execução de planos e estratégias mais assertivas.

    Carga horária
    15h

    Não definido

                                                                                                     
  • E-commerce, Novas Tecnologias e Plataformas

    Plataformas e novos modelos digitais; Alavancas de Marketing para E-commerce; Eficiência dos Meios de Pagamento no E-Commerce; Desafio da Entrega no E-Commerce brasileiro.

    Plataformas e novos modelos digitais; Alavancas de Marketing para E-commerce; Eficiência dos Meios de Pagamento no E-Commerce; Desafio da Entrega no E-Commerce brasileiro.

    Não definido

                                                                                                     
  • Impacto social e propósito em marketing

    A importância de uma tomada de posição para as novas gerações. Propósito como fator de engajamento do consumidor com a marca. Origens e evolução e importância do marketing para causas sociais; Criação de propósito em marketing; Motivações do consumidor “re-imaginado” Desafios e tendências do marketing social.

    A importância de uma tomada de posição para as novas gerações. Propósito como fator de engajamento do consumidor com a marca. Origens e evolução e importância do marketing para causas sociais; Criação de propósito em marketing; Motivações do consumidor “re-imaginado” Desafios e tendências do marketing social.

    Carga horária
    15h
    • Edgard Elie Roger Barki

      Edgard Elie Roger Barki

      Possui graduação em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Administração de Empresas pela Fundação...

      Saiba mais
      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2008
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Seminário de TA de Gestão de Marketing, Crescimento e Experiência do Consumidor I
    Carga horária
    30h

    Não definido

                                                                                                     
  • Seminário de TA de Gestão de Marketing, Crescimento e Experiência do Consumidor II
    Carga horária
    30h

    Não definido

                                                                                                     
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Gestão de Vendas e Integração com Marketing

    Integração entre Marketing, Vendas e seu papel no Funil de Vendas; Efetividade da força de vendas; Uso de tecnologia e dados transformando o ambiente comercial; Segmentação de clientes em B2B .

    Integração entre Marketing, Vendas e seu papel no Funil de Vendas; Efetividade da força de vendas; Uso de tecnologia e dados transformando o ambiente comercial; Segmentação de clientes em B2B .

    Carga horária
    15h

    Não definido