Voltar

Plano do curso

Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Dinâmicas Organizacionais e Esfera Pública

    O curso tem por objetivo formar os alunos em Teoria das Organizações com foco na Administração Pública. Para tanto, o curso abordará temas e debates clássicos e contemporâneos no campo. O curso ainda irá apresentar noções básicas de pensamento social necessárias para a compreensão da teoria das organizações.

    O curso tem por objetivo formar os alunos em Teoria das Organizações com foco na Administração Pública. Para tanto, o curso abordará temas e debates clássicos e contemporâneos no campo. O curso ainda irá apresentar noções básicas de pensamento social necessárias para a compreensão da teoria das organizações.

    Carga horária
    30h
    • Rafael Alcadipani da Silveira

      Rafael Alcadipani da Silveira

      Professor Adjunto da EAESP-FGV, External Fellow no Cardiff Crime & Security Research Institute - Cardiff University e... Saiba mais

      Títulação
      Ph. D. em Administração de Negócios pela Manchester Business School, Inglaterra
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2003
  • Estado e Globalização: desafios para as políticas públicas

    A presente disciplina tem por objetivo discutir as perspectivas e limites à ação do Estado em tempos de globalização. Entendendo a globalização a partir de um corte eminentemente das Ciências Sociais – como conjunto de fenômenos econômicos e não-econômicos de ordem transnacional, histórico e geograficamente situados, cujas manifestações se realizam, contudo, nos respectivos territórios nacionais – a disciplina busca encontrar ferramental analítico e metodológico para a compreensão dos lugares e dos papeis que o Estado e as Políticas Públicas podem (e devem) assumir no século XXI.

    A disciplina adota linha de argumentação que não entende Estado e globalização como fenômenos e processos antagônicos. Ao contrário, entende que ambos estão interrelacionados, de modo que ao mesmo tempo em que o Estado, por meio de políticas específicas, cria, mantém, sustenta, promove, modela, regula e coordena as manifestações, em seu respectivo território, de fenômenos de natureza transnacional; tem o seu campo de atuação crescentemente delimitado, demarcado e moldado por tais fenômenos e processos.

    O caminho a ser seguido pela disciplina encerra três eixos de discussão, nem sempre independentes entre si. São eles: (i) definição conceitual-metodológica dos sentidos da globalização e das modalidades de atuação do Estado; (ii) reconstrução histórico-social-geográfica e das pré-condições ao processo de globalização; e (iii) críticas, limites e perspectivas para a globalização.

    Ao final da disciplina, espera-se ter oferecido aos alunos um repertório analítico e conceitual adequado para interpretar de forma complexa e criativa os dilemas do Estado em tempos de rápida mudança nos arranjos entre países e de aumento exponencial da integração transnacional.

    A presente disciplina tem por objetivo discutir as perspectivas e limites à ação do Estado em tempos de globalização. Entendendo a globalização a partir de um corte eminentemente das Ciências Sociais – como conjunto de fenômenos econômicos e não-econômicos de ordem transnacional, histórico e geograficamente situados, cujas manifestações se realizam, contudo, nos respectivos territórios nacionais – a disciplina busca encontrar ferramental analítico e metodológico para a compreensão dos lugares e dos papeis que o Estado e as Políticas Públicas podem (e devem) assumir no século XXI.

    A disciplina adota linha de argumentação que não entende Estado e globalização como fenômenos e processos antagônicos. Ao contrário, entende que ambos estão interrelacionados, de modo que ao mesmo tempo em que o Estado, por meio de políticas específicas, cria, mantém, sustenta, promove, modela, regula e coordena as manifestações, em seu respectivo território, de fenômenos de natureza transnacional; tem o seu campo de atuação crescentemente delimitado, demarcado e moldado por tais fenômenos e processos.

    O caminho a ser seguido pela disciplina encerra três eixos de discussão, nem sempre independentes entre si. São eles: (i) definição conceitual-metodológica dos sentidos da globalização e das modalidades de atuação do Estado; (ii) reconstrução histórico-social-geográfica e das pré-condições ao processo de globalização; e (iii) críticas, limites e perspectivas para a globalização.

    Ao final da disciplina, espera-se ter oferecido aos alunos um repertório analítico e conceitual adequado para interpretar de forma complexa e criativa os dilemas do Estado em tempos de rápida mudança nos arranjos entre países e de aumento exponencial da integração transnacional.

    Carga horária
    30h
    • Alexandre Abdal Cunha

      Alexandre Abdal Cunha

      Alexandre Abdal é professor do Departamento de Gestão Pública da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Sociologia pela FFLCH da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2012
  • Governança Demográfica e Segurança Pública no Brasil

    A disciplina visa introduzir os alunos à temática da governança democrática da segurança pública, com foco na discussão sobre Brasil e, de modo complementar, sobre América Latina. O olhar da disciplina será focado nas respostas públicas frente ao crime, à violência e à garantia de direitos civis e humanos, mas buscar-se-á analises que considerem tanto os aspectos institucionais quanto aqueles de natureza socioeconômica, demográfica e cultural associados. O principal programa a ser trabalhado durante o curso é o de implementação do SUSP (Sistema Único de Segurança Pública), aprovado em maio de 2018 e em precesso de modelagem.

    A disciplina visa introduzir os alunos à temática da governança democrática da segurança pública, com foco na discussão sobre Brasil e, de modo complementar, sobre América Latina. O olhar da disciplina será focado nas respostas públicas frente ao crime, à violência e à garantia de direitos civis e humanos, mas buscar-se-á analises que considerem tanto os aspectos institucionais quanto aqueles de natureza socioeconômica, demográfica e cultural associados. O principal programa a ser trabalhado durante o curso é o de implementação do SUSP (Sistema Único de Segurança Pública), aprovado em maio de 2018 e em precesso de modelagem.

    Carga horária
    30h
    • Renato Sérgio de Lima

      Renato Sérgio de Lima

      Bolsista de Produtividade do CNPq. Professor do Departamento de Gestão Pública da FGV EAESP. Diretor Presidente do Fórum... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
  • Orçamento e Finanças Públicas

    O objetivo central da disciplina é apresentar e discutir alguns dos temas relevantes do Orçamento e das Finanças Públicas, de modo a permitir aos gestores de políticas públicas a compreensão das implicações econômicas, financeiras e orçamentárias em relação aos seus respectivos campos de atuação.

    O objetivo central da disciplina é apresentar e discutir alguns dos temas relevantes do Orçamento e das Finanças Públicas, de modo a permitir aos gestores de políticas públicas a compreensão das implicações econômicas, financeiras e orçamentárias em relação aos seus respectivos campos de atuação.

    Carga horária
    30h
    • Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Pesquisador do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg). Professor Assistente do Departamento de... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2012
  • Orientação Monografica

    Curso preparatório para a monografia final e recomendado somente para alunos nesta fase. São tratados os aspectos teóricos, metodológicos e práticos de estudos de caso e de diagnóstico em situações complexas, incluindo o relacionamento com as organizações públicas, atores sociais e comunidades em foco. São discutidas as diferentes situações nos termos de referência para os trabalhos em grupo. Como exercício final cada grupo de trabalho de conclusão apresenta seus planos preparatórios de estudo.

    Curso preparatório para a monografia final e recomendado somente para alunos nesta fase. São tratados os aspectos teóricos, metodológicos e práticos de estudos de caso e de diagnóstico em situações complexas, incluindo o relacionamento com as organizações públicas, atores sociais e comunidades em foco. São discutidas as diferentes situações nos termos de referência para os trabalhos em grupo. Como exercício final cada grupo de trabalho de conclusão apresenta seus planos preparatórios de estudo.

    Carga horária
    30h
    • Claudio Goncalves Couto

      Claudio Goncalves Couto

      Coordenador do Mestrado Profissional em Gestão e Políticas Públicas (MPGPP) da EAESP-FGV. Graduado em Ciências Sociais (1991),... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2007
  • Políticas Públicas e Economia Comportamental

    O curso tem como objetivo capacitar os alunos a compreender a contribuição da economia comportamental para o desenho e a efetividade das políticas públicas. A análise econômica utiliza normalmente o paradigma da racionalidade instrumental do tomador de decisão.
    A economia comportamental a partir de estudos empíricos tem descoberto uma série de vieses no processo de tomada de decisão. As políticas públicas, frequentemente, buscam alterar comportamentos dos mais diferentes grupos. A compreensão de como eles reagem aos incentivos idealizados pelo agente público é essencial para compreender a efetividade da política e desenhar incentivos que tenham a capacidade de atingir os objetivos propostos de maneira eficiente.

    O curso tem como objetivo capacitar os alunos a compreender a contribuição da economia comportamental para o desenho e a efetividade das políticas públicas. A análise econômica utiliza normalmente o paradigma da racionalidade instrumental do tomador de decisão.
    A economia comportamental a partir de estudos empíricos tem descoberto uma série de vieses no processo de tomada de decisão. As políticas públicas, frequentemente, buscam alterar comportamentos dos mais diferentes grupos. A compreensão de como eles reagem aos incentivos idealizados pelo agente público é essencial para compreender a efetividade da política e desenhar incentivos que tenham a capacidade de atingir os objetivos propostos de maneira eficiente.

    Carga horária
    30h
    • Arthur Barrionuevo Filho

      Arthur Barrionuevo Filho

      Arthur Barrionuevo é professor de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV -SP) nas Escolas de Administração e de Direito. Atua... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Economia pela FEA da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1986
  • Terceiro Setor e Sociedade Civil

    O objetivo geral do curso é compreender a emergência e a atuação das organizações do Terceiro Setor e da Sociedade Civil e suas consequências para as politicas e gestão públicas. explorando conceitos das diversas teorias do campo de organizações e sua aplicação para o entendimento do Estado, da Sociedade Civil e dos Movimentos Sociais.

    O objetivo geral do curso é compreender a emergência e a atuação das organizações do Terceiro Setor e da Sociedade Civil e suas consequências para as politicas e gestão públicas. explorando conceitos das diversas teorias do campo de organizações e sua aplicação para o entendimento do Estado, da Sociedade Civil e dos Movimentos Sociais.

    Carga horária
    30h
    • Mário Aquino Alves

      Mário Aquino Alves

      Professor integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1998
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Análise de Políticas Públicas

    A disciplina tem por objetivo construir um quadro de referência analítico para o estudo de políticas públicas, discutindo questões relativas à constituição da agenda, à formulação e à implementação das políticas e ao processo de avaliação.

    A disciplina tem por objetivo construir um quadro de referência analítico para o estudo de políticas públicas, discutindo questões relativas à constituição da agenda, à formulação e à implementação das políticas e ao processo de avaliação.

    Carga horária
    30h
    • Marta Ferreira Santos Farah

      Marta Ferreira Santos Farah

      Professora integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg... Saiba mais

      Títulação
      Doutora em Sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1990
  • Análise fiscal e econômica como ferramenta para a gestão pública

    A disciplina visa aprimorar o conhecimento dos alunos sobre a elaboração e análise de cenários macroeconômicos, com ênfase para os aspectos fiscais, que são muito importantes para a formulação de planejamentos e orçamentos no setor público. Cada tópico do programa será precedido de discussão teórica
    sobre o assunto em questão, possibilitando ao aluno entender primeiramente a teoria que poderá embasar sua análise, para depois apresentar os indicadores, as principais séries históricas e possíveis formas e instrumentos de análise dos dados. Os alunos deverão elaborar e apresentar análises de cenários considerando os temas discutidos ao longo do curso.

    A disciplina visa aprimorar o conhecimento dos alunos sobre a elaboração e análise de cenários macroeconômicos, com ênfase para os aspectos fiscais, que são muito importantes para a formulação de planejamentos e orçamentos no setor público. Cada tópico do programa será precedido de discussão teórica
    sobre o assunto em questão, possibilitando ao aluno entender primeiramente a teoria que poderá embasar sua análise, para depois apresentar os indicadores, as principais séries históricas e possíveis formas e instrumentos de análise dos dados. Os alunos deverão elaborar e apresentar análises de cenários considerando os temas discutidos ao longo do curso.

    Carga horária
    30h
    • Nelson Marconi

      Nelson Marconi

      Coordenador executivo do Centro de Estudos do Novo Desenvolvimentismo da Fundação Getulio Vargas (FGVcnd). Doutor e Mestre em... Saiba mais

      Títulação
      Doutorado em Economia de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2018
  • Avaliação e Análise de Dados

    Conceitos e métodos estatísticos para análise de dados em avaliações de políticas públicas e estudos empíricos. Análise exploratória de dados, noções de probabilidade e inferência, Previsão com regressão múltipla. Uso de softwares estatísticos Excel e R. Cuidados na interpretação de resultados estatísticos.

    Conceitos e métodos estatísticos para análise de dados em avaliações de políticas públicas e estudos empíricos. Análise exploratória de dados, noções de probabilidade e inferência, Previsão com regressão múltipla. Uso de softwares estatísticos Excel e R. Cuidados na interpretação de resultados estatísticos.

    Carga horária
    30h
    • Ciro Biderman

      Ciro Biderman

      Ciro Biderman é professor dos cursos de graduação e pós-graduação em administração pública e economia da Fundação Getulio... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Economia de Empresas - FGV EAESP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2001
    • Eduardo de Rezende Francisco

      Eduardo de Rezende Francisco

      é Doutor (2010) e Mestre (2006) em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - EAESP e possui graduação em... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2011
  • Desafios de infraestrutura no Brasil

    Este curso abordará as características e os desafios da infraestrutura brasileira. Será dado ênfase nos seguintes temas:

    I. Aspectos regulatórios de diferentes setores da infraestrutura

    II Diferentes formas de concessões e PPPs em infraestrutura e como estimulá-las

    III Infraestrutura em outras economias emergentes

    Este curso abordará as características e os desafios da infraestrutura brasileira. Será dado ênfase nos seguintes temas:

    I. Aspectos regulatórios de diferentes setores da infraestrutura

    II Diferentes formas de concessões e PPPs em infraestrutura e como estimulá-las

    III Infraestrutura em outras economias emergentes

    Carga horária
    30h
    • Gesner Jose de Oliveira Filho

      Gesner Jose de Oliveira Filho

      Possui graduação em Economia pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica... Saiba mais

      Títulação
      PH. D. em Economia pela Universidade da California
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento profissional
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1990
  • Direito Constitucional e Administrativo

    O direito é um elemento essencial em qualquer atividade da vida em sociedade. Entender os princípios básicos de seu funcionamento, caracterizado por uma complexa dinâmica entre direito positivo, jurisprudência, política e tendências sociais, é uma competência que qualquer gestor deve ter. Neste curso os alunos desenvolverão a capacidade de "pensar juridicamente", trabalhando temas do Direito Constitucional e do Direito Administrativo. Serão alertados também quanto aos riscos jurídicos envolvidos nas atividades administrativas, tanto para o sucesso das políticas públicas quanto para o agente administrativo. Adquirirão ainda um "glossário básico" do direito, sendo sugeridas ferramentas para o acompanhamento futuro dos eventos jurídicos.

    O direito é um elemento essencial em qualquer atividade da vida em sociedade. Entender os princípios básicos de seu funcionamento, caracterizado por uma complexa dinâmica entre direito positivo, jurisprudência, política e tendências sociais, é uma competência que qualquer gestor deve ter. Neste curso os alunos desenvolverão a capacidade de "pensar juridicamente", trabalhando temas do Direito Constitucional e do Direito Administrativo. Serão alertados também quanto aos riscos jurídicos envolvidos nas atividades administrativas, tanto para o sucesso das políticas públicas quanto para o agente administrativo. Adquirirão ainda um "glossário básico" do direito, sendo sugeridas ferramentas para o acompanhamento futuro dos eventos jurídicos.

    Carga horária
    30h
    • Antonio Gelis Filho

      Antonio Gelis Filho

      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2005). Certificate in International Business pela... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2006
  • Inteligência Geográfica para Gestão Territorial

    Familiarizar os alunos com pensamento analítico sobre o território, sob a perspectiva do espaço geográfico sobre o qual acontece a dinâmica urbana e rural, contexto essencial da gestão pública. Discutir e apresentar dados geográficos, análises geográficas de dados e ferramentas exploratórias de dados geográficos, muito úteis para pesquisas e aplicações em Administração Pública.

    Familiarizar os alunos com pensamento analítico sobre o território, sob a perspectiva do espaço geográfico sobre o qual acontece a dinâmica urbana e rural, contexto essencial da gestão pública. Discutir e apresentar dados geográficos, análises geográficas de dados e ferramentas exploratórias de dados geográficos, muito úteis para pesquisas e aplicações em Administração Pública.

    Carga horária
    30h
    • Eduardo de Rezende Francisco

      Eduardo de Rezende Francisco

      é Doutor (2010) e Mestre (2006) em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - EAESP e possui graduação em... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2011
  • Perspectivas do uso da Tecnologia da Informação em Governo

    O curso tem como objetivo ampliar a compreensão sobre o uso de Tecnologia da Informação em governo. Projetos de Tecnologia da Informação estão sendo implementados em várias áreas nos governos brasileiros, no suporte a políticas públicas, na gestão pública, para prestação de serviços ao cidadão, na transparência governamental e na ampliação da prática democrática. E tratando de tecnologia, há outros aspectos importantes, como a governança de TIC no setor público, as cidades digitais, o fomento à atividade econômica pelo uso das TIC, seja na indústria do setor (hardware, software, serviços, conteúdo), seja na aplicação das TIC aos setores econômicos tradicionais do município ou da região. A compreensão de como o governo pode ampliar o uso da
    tecnologia e os desafios que os gestores públicos enfrentam é essencial para que a tecnologia cumpra as expectativas em relação aos investimentos feitos, à atuação governamental e à participação da sociedade.

    O curso tem como objetivo ampliar a compreensão sobre o uso de Tecnologia da Informação em governo. Projetos de Tecnologia da Informação estão sendo implementados em várias áreas nos governos brasileiros, no suporte a políticas públicas, na gestão pública, para prestação de serviços ao cidadão, na transparência governamental e na ampliação da prática democrática. E tratando de tecnologia, há outros aspectos importantes, como a governança de TIC no setor público, as cidades digitais, o fomento à atividade econômica pelo uso das TIC, seja na indústria do setor (hardware, software, serviços, conteúdo), seja na aplicação das TIC aos setores econômicos tradicionais do município ou da região. A compreensão de como o governo pode ampliar o uso da
    tecnologia e os desafios que os gestores públicos enfrentam é essencial para que a tecnologia cumpra as expectativas em relação aos investimentos feitos, à atuação governamental e à participação da sociedade.

    Carga horária
    30h
    • Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha

      Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha

      Coordenadora da área de Tecnologias e Governos do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg).... Saiba mais

      Títulação
      Doutora em Administração pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
Disciplina
Carga Horária
Professor
  • Professores Orientadores
    • Antonio Gelis Filho

      Antonio Gelis Filho

      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2005). Certificate in International Business pela... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2006
    • Cibele Franzese

      Cibele Franzese

      Graduou-se em Direito pela Universidade de São Paulo, é Mestre e Doutora em Administração Pública e Governo pela Fundação... Saiba mais

      Títulação
      Doutora em Administração Pública e Governo pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2009
    • Claudio Goncalves Couto

      Claudio Goncalves Couto

      Coordenador do Mestrado Profissional em Gestão e Políticas Públicas (MPGPP) da EAESP-FGV. Graduado em Ciências Sociais (1991),... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2007
    • Eduardo de Rezende Francisco

      Eduardo de Rezende Francisco

      é Doutor (2010) e Mestre (2006) em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - EAESP e possui graduação em... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2011
    • Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes

      Pesquisador do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg). Professor Assistente do Departamento de... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2012
    • Henrique Fingermann

      Henrique Fingermann

      Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie(1966), especialização em Economia Regional e... Saiba mais

      Títulação
      Mestre em Administração Pública e Governo pelo Fundação Getulio Vargas
    • Mário Aquino Alves

      Mário Aquino Alves

      Professor integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1998
    • Marta Ferreira Santos Farah

      Marta Ferreira Santos Farah

      Professora integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg... Saiba mais

      Títulação
      Doutora em Sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 1990
    • Nelson Marconi

      Nelson Marconi

      Coordenador executivo do Centro de Estudos do Novo Desenvolvimentismo da Fundação Getulio Vargas (FGVcnd). Doutor e Mestre em... Saiba mais

      Títulação
      Doutorado em Economia de Empresas pela Fundação Getulio Vargas
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2018
    • Rafael Alcadipani da Silveira

      Rafael Alcadipani da Silveira

      Professor Adjunto da EAESP-FGV, External Fellow no Cardiff Crime & Security Research Institute - Cardiff University e... Saiba mais

      Títulação
      Ph. D. em Administração de Negócios pela Manchester Business School, Inglaterra
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2003
    • Renato Sérgio de Lima

      Renato Sérgio de Lima

      Bolsista de Produtividade do CNPq. Professor do Departamento de Gestão Pública da FGV EAESP. Diretor Presidente do Fórum... Saiba mais

      Títulação
      Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo
      Qualificação
      Credenciais iniciais acadêmicas; Engajamento acadêmico
      Tempo na FGV EAESP
      desde 2014
    • Vera Helena Thorstensen

      Vera Helena Thorstensen

      Professora da Escola de Economia de São Paulo - FGV. Coordenadora do Centro do Comércio Global e Investimento - CCGI.... Saiba mais

      Títulação
      Pós doutorado em Economia Internacional pela Universidade de Harvard

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.