Congresso Transformação Digital (CTD2020)

Congresso Transformação Digital (CTD2020)
Tecnologia da Informação

Congresso Transformação Digital (CTD2020)

Local

FGV EAESP

Endereço

Evento Online

Data do evento

23/11/2020 até 24/11/2020
nao

Horário

08:00 até 18:00

Objetivo

O CTD 2020 tem como objetivo estimular a criação, disseminação e aplicação de conhecimento da área de transformação digital, na integração entre negócio e tecnologia e entre academia e prática; promovendo a experiência digital, o vínculo de tecnologia com negócio e a geração de valor.

Conteúdo

A Transformação Digital, nestas suas várias dimensões, é o foco e o tema do Congresso de Transformação Digital 2020, CTD 2020, organizado pelo FGVcia da FGV EAESP.

A Tecnologia de Informação (TI) sempre esteve em evolução desde o seu surgimento, tanto na sua oferta como no seu uso pelas organizações. Esta evolução apresentou ciclos claros de inovação tecnológica que levaram a ciclos de inovação de produtos e serviços de tecnologia, que por sua vez permitiram ciclos de inovação de seu uso pelas organizações.

No ambiente atual, a inovação digital, em especial o seu uso pelas empresas, tem possibilitado tanto a descoberta de como podemos melhorar e resolver problemas das interações entre pessoas, empresas e governos, como o questionamento de como podemos fazer tudo de forma diferente e melhor.

Este fazer diferente e melhor tem sido chamado de Transformação Digital, que possibilita obter um ganho social e econômico com a aplicação ampla e intensa de tecnologias digitais.

As oportunidades de ganho social e econômico da Transformação são enormes, em especial se considerarmos o potencial deste novo ambiente digital. O desafio é entender a inovação digital e como ela pode ser utilizada pela sociedade e pelas empresas.

Os riscos também são grandes e requerem que sejam considerados e tratados adequadamente para que não comprometam os ganhos que se pode obter.

Contribuições do CTD 2020:

Incentivar a geração e a disseminação de conhecimento nas áreas associadas a Tecnologia de Informação e negócios, relacionadas com Transformação Digital. Aproximar e promover a interação entre os meios acadêmico e profissional. Realçar a geração e aplicação prática do conhecimento, gerando impacto social. Estimular a fundamentação da aplicação prática com teorias e modelos conceituais atuais.

 

Sobre

 

O Congresso Transformação Digital 2020, CTD 2020, tem como tema a transformação digital viabilizando e provocando que os indivíduos, as empresas e os governos possam realizar suas interações e processos de forma diferente e melhor, gerando impacto positivo e valor para a sociedade.

O CTD 2020 tem como objetivo estimular a criação, disseminação e aplicação de conhecimento da área de transformação digital, na integração entre negócio e tecnologia e entre academia e prática; promovendo a experiência digital, o vínculo de tecnologia com negócio e a geração de valor.

O CTD 2020 será um ambiente rico e propício para aproximar e promover a interação entre o meio acadêmico e o profissional; realçar a geração e aplicação prática do conhecimento, gerando impacto positivo; e fundamentar a aplicação prática com teorias e modelos atuais.

A Experiência Digital permitirá que executivos e profissionais, professores, pesquisadores e alunos, juntos, tenham a oportunidade de ampliar e compartilhar o conhecimento da inovação digital aplicada a negócio, ao elaborarem o modelo de negócio que resolva um desafio empresarial por intermédio da transformação digital.

O CTD 2020 contará com Workshops oferecidos pelas empresas parceiras e professores do FGVcia, que os participantes podem participar como parte das atividades do Congresso.

O CTD 2020 é uma realização do FGVcia da FGV EAESP, e acontecerá em ambiente online, nos dias 23 e 24 de novembro de 2020.

Coordenação Geral

  • Alberto Luiz Albertin, FGV EAESP

 

Coordenação Executiva

  • Rosa Maria de Moura Albertin, FGVcia

 

Comitê Científico

  • Adilson Carlos Yoshikuni, FGVcia, Coordenador do Comitê Científico
  • Alexandre Cappellozza, UPM
  • Antônio Carlos Gastaud Maçada, UFRGS EA
  • Cesar Alexandre de Souza, USP FEA

  

Comitê Científico - Avaliadores

  • Anatália Saraiva Martins Ramos
  • Carolina Yukari Veludo Watanabe
  • Cláudio Luís Carvalho Larieira
  • Cristiane Drebes Pedron
  • Eduardo de Rezende Francisco
  • Érico Veras Marques
  • Fernando Meirelles
  • Gilberto Perez
  • José Eduardo R. Favaretto
  •  Leandro Sumida
  •  Marta de Campos Maia
  •  Moises Ari Zilber
  •  Napoleão Galegale
  •  Nicolau Reinhard
  •  Rodrigo F. Malaquias
  •  Rosana de Almeida
  •  Silvio Popadiuk

  

Equipe Organizadora

  •   Adriano Gonçalves Bidá
  •   Alexander Dubrowsky
  •   Augusto Vieira
  •   Carlos Parejo
  •   Carolina Yukari Veludo Watanabe
  •   Clara Rocha
  •   Cláudia Maria Arantes Marquesani Oliveira
  •   Cristiano Uniga Bajdiuk
  •   Fabio Luiz Gomes
  •   Glauco Dias dos Santos
  •   Henrique Pontes Gonçalves Oliveira
  •    rair Cruz Novaes
  •   José Ricardo Baptista
  •   Luiz Carlos Faray de Aquino
  •   Luiz Fernando Albertin Bono Milan
  •   Gabrielle Marques Castelo Branco Biondi
  •   Leandro Marcilio Schunk
  •   Marcelo Amorim
  •   Marcio Quadros Lopes dos Santos
  •   Marco Alexandre Terlizzi
  •   Marcos Fonseca
  •   Mateus Espíndola Carvalho
  •   Olavo Poleto
  •   Renan Lavrador
  •   Rodrigo Rubens da Silva
  •   Rosana de Almeida
  •   Rosana Santarosa
  •   Trícia Karla Lacerda Moraes
  •   Ulysses Pacheco
  •   Rosana Cerosino
  •   Tiago Alves de Lara
  •   Yuri Lázaro de Oliveira Cunha

 

Atividades

 

O CTD 2020 apresenta cinco tipos de atividades que visam cobrir os múltiplos interesses de vários grupos envolvidos na atividade de Transformação Digital dos negócios. Cada tipo de atividade fornece um conjunto de oportunidades de interação enfocada nos múltiplos grupos de participantes, os quais poderão participar em mais de uma atividade.

Trabalhos Científicos e Aplicados

Este tipo de atividade objetiva fomentar e divulgar trabalhos acadêmicos e aplicados, conduzidos sob rigorosa base científica, e produzidos no sentido de potencializar o desenvolvimento do conhecimento científico nas temáticas de Transformação Digital. Cada autor poderá submeter até três artigos, independente de ser autor único ou coautor. São aceitos quatro tipos de artigos. Veja detalhes em Trabalhos.

Experiência Digital

A Experiência Digital permitirá que executivos e profissionais, professores, pesquisadores e alunos, juntos, tenham a oportunidade de ampliar e compartilhar o conhecimento da inovação digital aplicada aos negócios, ao elaborarem o modelo de negócio que resolva um desafio empresarial por intermédio da transformação digital.

Workshops

Os Workshops abordarão temas específicos de Transformação Digital, tanto de aspectos tecnológicos como de aplicação em negócio, que poderão ser aproveitados para a elaboração dos modelos de negócio para a solução dos desafios da Experiência Digital. Os workshops serão oferecidos pelas empresas parceiras e professores do FGVcia. O conhecimento e a experiência serão de grande valor muito além do CTD 2020, pois serão aderentes e aplicáveis à realidade das empresas.

 

Áreas Temáticas

 

  • Transformação Digital para gerar valor para os negócios e sociedade
  • Escopo: a que se refere a Transformação Digital
  • Abrangência: a iniciativa de Transformação Digital envolve quais áreas e afeta quais processos
  • Tecnologias associadas: as tecnologias associadas que estão envolvidas
  • Armazenamento e processamento: a integração de Transformação Digital exigirá qual capacidade de armazenamento e poder de processamento
  • Integração: o nível de integração da iniciativa de Transformação Digital com os demais processos
  • Colaboração: a integração possibilitada por Transformação Digital viabiliza novos e elevados níveis de colaboração

 

Oferta de tecnologia para Transformação Digital

  • Conectividade: as tecnologias e padrões de conectividade dos sensores
  • Devices: os tipos e padrões de equipamentos utilizados para conectar
  • Infraestrutura: a infraestrutura tecnológica necessária e utilizada para o uso de Transformação Digital
  • Plataforma: a plataforma tecnológica necessária e utilizada para o uso de Transformação Digital
  • Segurança: o nível e a tecnologia de segurança necessária e utilizada para o uso de Transformação Digital
  • Aplicações: os sistemas de informações e as aplicações oferecidas e disponíveis para o uso de Transformação Digital

 

Demanda por Transformação Digital

  • Aplicações: os sistemas de informações e as aplicações envolvidas com o uso de Transformação Digital
  • Processos: os processos envolvidos de alguma forma com o uso de Transformação Digital
  • Benefícios: os benefícios desejados, esperados e obtidos com o uso de Transformação Digital e como são medidos
  • Integração: o nível de integração da iniciativa de Transformação Digital com os demais usos de Tecnologia de Informação
  • Transformação: o nível de Transformação Digital necessária e conseguida pelo uso de IoT
  • Implementação: o processo de implantação (introduzir) e implementação (por em prática) de Transformação Digital

 

Áreas de interesse:

  • Agronegócio
  • Cidades Inteligentes
  • Educação
  • Financeiro
  • Indústria
  • Saúde
  • Varejo

 

Ambiente onde ocorre a Transformação Digital

  • Aspectos sociais: os aspectos sociais no ambiente externo que afetam e são afetados pelo uso de Transformação Digital
  • Educação: as capacitações e a qualificações necessárias e disponíveis para o uso de Transformação Digital
  • Segurança e Privacidade: os aspectos de segurança e privacidade no ambiente externo que afetam o uso de Transformação Digital
  • Aspectos legais: aspectos legais ou regulatórios que afetam o uso de Transformação Digital
  • Fomento: recurso de incentivo para o uso de Transformação Digital
  • Economia: os efeitos da situação econômica sobre o uso de Transformação Digital

 

Workshops

 

O poder transformador do 5G e Edge Computing

Luiz Carlos Faray de Aquino, Líder da Indústria de Telco IBM

Data: 23/11 às 14h00

Imagine se tivéssemos uma capacidade de transmissão de 1Gbps, com uma disponibilidade de 99,99% e com um tempo de resposta da ordem de 1 milissegundos? Essa é apenas uma das promessas entre outras que a tecnologia 5G traz para mundo com impactos ainda não totalmente mensuráveis.  O que isso poderia significar para a sociedade? O que isso pode significar para a transformação digital dos nossos negócios? Como preparar para inovar usando as capacidades dessas novas tecnologias?  O objetivo do workshop é apresentar as principais capacidades que essas tecnologias entregam bem como isso poder ser utilizado para transformar os vários setores da indústria, e os primeiros casos de uso no mundo e as perspectivas de curto, médio e longo prazo.

 

Tecnologias Digitais Aliadas na Transformação dos Modelos de Atenção à Saúde

Rosana Santarosa, Engenheira Mestre em Adm. de TI e  Pesquisadora FGVcia

Data: 23/11 às  15h00

Em meio à complexa realidade da gestão de saúde, seja no setor público ou privado (complementar e suplementar), observa-se uma constante busca por novos modelos que ofereçam atendimento de qualidade, abrangente e economicamente viável frente às novas demandas. Considerando cenários com criticidade, complexidade e variabilidade diversos, este workshop debaterá conceitos de Transformação Digital associados ao uso de soluções tecnológicas com ênfase na adoção de novos modelos de negócio no setor de saúde.

 

Redução da "Dívida" Técnica para Responder aos Novos Tempos – Qual a Saída?

Luiz Fernando Albertin Bono Milan, Dr., CTO, Professor e Empreendedor             

Data: 23/11 às  16h15

As soluções tecnológicas de curto prazo, os trade-offs entre qualidade e tempo, a postergação de manutenções de rotina e outros tipos de soluções para acelerar implantações e/ou reduzir custos no curto prazo, pode levar à chamada "dívida" técnica (technical debt). Essa "dívida" pode se traduzir em interrupções de aplicativos, vulnerabilidades de segurança e aumento dos custos de manutenção, ou seja, dificulta a capacidade da empresa de inovar e se adaptar à era digital. Este workshop irá explorar o mapeamento de caminhos necessário para sua redução.

 

A tecnologia na Reinvenção do Agronegócio Pós-pandemia

Rosana de Almeida, Doutora em Adm. de Empresas, Pesquisadora e docente FGVCia

Claudia Marquesani, Gerente Executiva de Tecnologia e Mestranda MPGC-FGV

Data: 23/11 às 17h15

A pandemia do novo coronavírus trouxe impactos significativos para o agronegócio. Porém, as mudanças forçadas, como o isolamento social implementado para conter o avanço da doença, despertaram o setor para a necessidade de adotar tecnologias que reduzam a dependência de mão de obra em algumas atividades e aumentem a produtividade. Esse workshop vai abordar conceitos de Transformação Digital na área de agronegócio, possíveis desafios, vantagens e oportunidades para a eficiência e qualidade de forma sustentável no pós-pandemia.

 

Competividade do setor financeiro no ambiente digital

Marco Alexandre Terlizzi, PhD, PMP – Banco Itaú-Unibanco, Auditoria Interna

Data: 24/11 às  9h00

O setor financeiro é o maior investidor mundial em tecnologia da informação e comunicação (TIC), responsável por 25% do total de investimentos em TIC no mundo - US $ 700 bilhões em 2019. No Brasil, não é diferente, o setor segue liderando os investimentos em tecnologia no país, os brasileiros continuam adotando massivamente o m-banking e o Banco Central têm estimulado a competitividade com a regulamentação do PIX e Open Banking. Este workshop tem como objetivo discutir as oportunidades e os desafios e das tecnologias digitais neste contexto de uso intenso de tecnologia e alta competitividade.

 

Modelagem de Negócios no Varejo na Era das Tecnologias Exponenciais

José Ricardo Baptista, Coord. Incubadora de Empresas Mackenzie, Professor, Pesquisador  e Doutorando FGV

Data: 24/11 às 10h00

Muitas organizações varejistas estão entendendo que a transformação digital pode potencializar a inovação nos processos que envolvem a jornada do consumidor, a agilidade logística e o entendimento dos novos comportamentos de consumo. Neste contexto de oportunidade e mudança, empresas estão considerando inclusive a possibilidade de reconfigurarem seus modelos de negócios, entendendo que por meio da transformação digital seja possível entregar mais valor aos consumidores finais. Este workshop discorrerá sobre as oportunidades e os desafios que a modernização tecnológica traz para o varejo e os elementos componentes da transformação digital.

 

Competências do Gerente de Projetos na Transformação Digital

Henrique Pontes, Mestre, PMP e Doutorando FGV

Data: 24/11 às  11h15                

A função do Gerente de Projetos é muito exigente e requer um arsenal de conhecimentos e habilidades. Seu desafio é combinar duas áreas distintas de competência: a arte da gestão de projetos, que envolve as áreas de competências pessoais, interpessoais e de desempenho e a ciência do gerenciamento de projetos, que compreende a área do conhecimento. Muitos projetos relacionados à Transformação Digital precisarão do envolvimento de pessoas e empresas com competências multidisciplinares. Este workshop discutirá sobre como as metodologias tradicionais de gerenciamento de projetos podem ser inadequadas no contexto da Transformação Digital em que o projeto “emerge” ao invés de ser totalmente planejado.

 

Experiência Digital

 

A Experiência Digital permitirá que executivos e profissionais, professores, pesquisadores e alunos, juntos, tenham a oportunidade de ampliar e compartilhar o conhecimento da inovação digital aplicada a negócio, ao elaborarem o modelo de negócio que resolva um desafio empresarial por intermédio da transformação digital.

O modelo de negócio a ser elaborado para resolver o desafio de negócio pela Transformação Digital tem como base conceitual os modelos de Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação e Dimensões da Transformação Digital. Estas bases foram desenvolvidas e têm sido aplicadas com bastante sucesso no Projeto de Transformação Digital do FGVcia. Elas permitem identificar oportunidades de inovação digital vinculadas à realidade das empresas, estabelecer a relação com o desempenho empresarial e obter subsídios para a governança e administração da iniciativa digital das empresas.

Os desafios serão elaborados com base na realidade das empresas neste momento de grande transformação da sociedade, economia e mercado, representando a situação atual das empresas típicas dos principais setores.

Os desafios serão organizados por setores e suas principais características atuais:

  • Agronegócio

Atualmente o agronegócio é caracterizado pela intensa busca da EFICIÊNCIA E QUALIDADE no campo. Há um nível elevado de competitividade nacional e global, que incentiva cada vez mais o mercado a avançar na inovação e transformação do setor. Adicionalmente, elevar a eficiência pode ser paradoxal ao desenvolvimento de uma AGRICULTURA SUSTENTÁVEL, o que torna esse tema também importante, trazendo à tona discussões sobre como escala de produção rural e urbana, dependência da cadeia local e influência externa. As novas exigências dos consumidores no contexto pós-pandemia trazem a necessidade de um cuidado cada vez maior com a transparência e SEGURANÇA ALIMENTAR que envolve toda a cadeia do setor.

  • Cidades Inteligentes

As cidades apresentam desafios sociais e econômicos, em especial os grandes centros urbanos, que requerem planejamento e investimentos, inclusive para o uso adequado e inovador de tecnologia. Assim, o planejamento eficiente de uma cidade inteligente abrange princípios de SUSTENTABILIDADE, com ações para atender as necessidades da sociedade. Faz-se necessária a INCLUSÃO DIGITAL para garantir o desenvolvimento social e econômico das cidades com uso de tecnologias, fundamentado no respeito à PROTEÇÃO DOS DADOS garantindo segurança, privacidade e ética na utilização das informações dos cidadãos.

  • Educação

As mudanças no cenário mundial e o processo de transformação digital vêm impondo grandes desafios ao sistema educacional. Com a pandemia, o setor educacional foi exposto a um cenário de muita incerteza e grande risco, surgiram novos desafios. As instituições e os docentes devem encontrar meios para aperfeiçoar o sistema de aprendizagem por intermédio da apropriação de TECNOLOGIAS ACESSÍVEIS. Novas ações são necessárias para o enfrentamento da nova realidade com a utilização de MÚLTIPLOS MEIOS DE APRENDIZAGEM, e que possam garantir o ACESSO AO ENSINO de qualidade a toda sociedade.

  • Financeiro

O mundo moderno tem pressionado o setor financeiro por agilidade e dinamismo e, através da EXPERIÊNCIA FINANCEIRA, prover acesso de novas formas, por novos canais, minimizando impacto e custo, impulsionado pelas atuais incertezas, entrada de concorrentes vindos de outros segmentos e acelerado pela inclusão no sistema financeiro dos beneficiários de auxílios emergenciais.  Para atender as demandas e necessidades de clientes que estão cada vez mais presentes em plataformas digitais e com variedade de ofertas e opções, o mercado exerce uma demanda por FLEXIBILIZAÇÃO de soluções, produtos e serviços. Em um ambiente muito conectado, com facilidade de acesso e interações instantâneas, todas as dimensões de SEGURANÇA precisam ser revisadas, e os processos readequados a essa nova realidade. 

  • Indústria

O ambiente de negócios está vivendo um período de mudanças tecnológicas sem precedentes, tanto em termos de extensão, quanto em velocidade de mudança. As tecnologias digitais estão redefinindo a forma como as pessoas utilizam os novos produtos, exigindo maior capacidade de ADAPTAÇÃO da indústria. Esse novo cenário tem exigido da Indústria maior AGILIDADE E RESILIÊNCIA para criar diferentes soluções capazes de responder as mudanças e ameaças desse novo ambiente de negócio. A profunda crise global adiciona a este contexto níveis ainda maiores de incerteza na obtenção de insumos e atendimento da demanda, requerendo a identificação de NOVAS FONTES DE INSUMO E MERCADOS para atender as novas necessidades do mercado.

  • Saúde

Os novos desafios impostos à atenção em saúde exigem além de confiabilidade, agilidade, precisão e prontidão, a INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS E DADOS no sistema de saúde, que possibilita ações conjuntas de criação de valor. Com uma demanda marcada pelo crescente aumento de usuários e complexidade das necessidades de uso, a SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA torna-se imprescindível para a continuidade desses serviços. Fazem-se necessárias ações potencialmente escaláveis e replicáveis, que ofereçam maior ACESSIBILIDADE às iniciativas de promoção da saúde, manutenção dos tratamentos e prevenção de riscos e doenças.

  • Temas Emergentes

O momento atual de insegurança e as incertezas para o futuro estão fazendo com que temas emergentes sejam impulsionados pela aceleração da Transformação Digital. Esse ambiente social evidenciou a necessidade de contribuir para a viabilização das ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS apoiada na tecnologia. O avanço das tecnologias digitais em todos os campos do conhecimento humano traz a esperança de que se possa contribuir para realização de ações de DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, visando a melhoria das condições da sociedade. As inovações tecnológicas podem auxiliar a PRESERVAÇÃO AMBIENTAL nesse momento tão desafiador.

  • Varejo

Exposto à maior crise de saúde do século, o varejo nacional viu o processo crescente de transformação tornar-se ainda mais acelerado. A necessidade de integração entre sistemas dos participantes da cadeia de suprimentos e a otimização de seus processos, exige maior TRANSPARÊNCIA nas suas relações. A nova realidade do mercado exige cada vez mais SENSIBILIDADE dos varejistas para compreender as necessidades e exigências do consumidor e os novos comportamentos de consumo. A responsabilidade pela adoção de PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS torna-se uma necessidade imperativa para todos os atores do mercado, tendo o varejo importância significativa nesse contexto.

 

Critérios de avaliação:

  1. capacidade de resolver o desafio;
  2. grau de inovação digital aplicada;
  3. vínculo com a realidade da empresa;
  4. impacto previsto no desempenho empresarial;
  5. subsídios para governança e administração da iniciativa digital;
  6. aderência aos modelos da base conceitual; e
  7. aproveitamento de conteúdo acadêmico

 

As soluções têm que ter total aderência aos modelos da base conceitual Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação e Dimensões da Transformação Digital. O aproveitamento de conteúdo acadêmico científico disponível no CTD 2020 será amplamente valorizado.

O Comitê de Avaliação das soluções da Experiência Digital será composto por executivos do Comitê de Executivos e do Clube de Empresas Parceiras do FGVcia, e por professores da FGV EAESP.

As soluções vencedoras receberão menção honrosa e serão publicadas no site do CTD 2020.

A agenda da Experiência Digital é a seguinte:

  • 23/11/2020, das 13 às 14 horas: divulgação dos desafios.
  • 23/11/2020, às 14 horas: início da elaboração das soluções.
  • 24/11/2020, às 13 horas: término e entrega das soluções.
  • 24/11/2020, das 14 às 15 horas: apresentação das soluções.
  • 24/11/2020, às 16 horas: anúncio e premiação dos vencedores.

 

Trabalhos

 

Os trabalhos apresentados no CTD 2020 trouxeram grande contribuição para geração e disseminação do conhecimento sobre Transformação Digital, com abordagens acadêmicas e aplicadas. Para conhecê-los, clique aqui.

 

Prêmiação

 

CTD 2020 indicou os melhores trabalhos:

 

MELHOR TRABALHO APLICADO – CASO DE APLICAÇÃO DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Análise do nível de maturidade de uma indústria b2b do Brasil

  • José Airton de Santos,
  • Eduardo Rezende Francisco

 

MELHOR TRABALHO APLICADO – IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADE DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Sistema de precificação para e-commerce com uso de inteligência artificial

  • Fernando Ferreira da Silva,
  • Vanessa Martins dos Santos,

Leandro Augusto da Silva

 

MELHOR TRABALHO CIENTÍFICO COMPLETO

Transformação Digital em finanças: cenário de duas perspectivas teóricas

  • Rodrigo Garcia Duarte,
  • Maria Conceição Melo Silva Luft,
  • Florence Cavalcanti Heber Pedreira Freitas, Márcio Roque dos Santos Silva,
  • José Ednilson Matos Júnior

 

MELHOR TRABALHO CIENTÍFICO PROJETO OU PESQUISA EM ANDAMENTO

Transformação Digital no ensino superior maturidade, ruptura ou o novo normal?

  • Enido Fabiano de Ramos

 

MELHOR Proposta da EXPERIÊNCIA DIGITAL

Difusão dos ODS e Engajamento das Organizações (Não deixar ninguém para trás)

  • Adriano Candido
  • Carolina Müller
  • Ernani Enke
  • Eduardo Floriano

 

Programação:

 

23/11/2020 - Debates Transformação Digital: perspectivas para o “novo futuro”

9:00   Transformação Digital: perspectivas filosófica, econômica e histórica

O debate tem como objetivo discutir as perspectivas econômica, histórica, filosófica e tecnológica da Transformação Digital. A perspectiva filosófica abordará algumas implicações que o processo de constante mudança tecnológica tem para construção e difusão do conhecimento, bem como para a relação da sociedade com as novas tecnologias. A perspectiva econômica traçará um panorama geral das inovações em curso e suas consequências, em especial no emprego. A perspectiva histórica terá como foco o processo de transformação técnica ocorrido na longa duração, tomando a tecnologia como causa e consequência para compreender o momento atual. A perspectiva tecnológica abordará a aplicação da inovação digital para transformar e gerar valor para a sociedade e as empresas.

Alberto Luiz Albertin, Doutor em Administração pela USP FEA, Professor Titular da FGV EAESP e Coordenador do FGVcia

Kelly Cristina Araujo, Pós-Doutorado na EESP-FGV, Doutora em História Moderna e Contemporânea pela Université Paris IV – Sorbonne, Professora de História do Colégio Santa Cruz

Luciana Soldi, graduada em Letras e em Filosofia pela Universidade de São Paulo; pós-graduada pela PUC-COGEAE; aluna especial do programa de pós-graduação em Filosofia da USP e professora de Filosofia e de Produção Textual do Colégio Santa Cruz.

Luis Kubota, Economista, Doutor em Administração pela UFRJ, Coordenador de Estudos em Estratégias de Crescimento das Firmas do IPEA

 

11:00    Digital is all about speed but it takes a long time

O debate aborda as enormes mudanças que o digital está trazendo para os negócios, enquanto destaca porque é tão difícil para as empresas estabelecidas se adaptarem a essas mudanças. Além de analisar como as empresas embarcam com sucesso em uma transformação digital.

Jeanne W. Ross, Principal Research Scientist do MIT Center for Information Systems Research (até 2020), co-founder and former editor in chief of MIS Quarterly Executive

Alberto Luiz Albertin, Doutor em Administração pela USP FEA, Professor Titular da FGV EAESP e Coordenador do FGVcia

 

14:00   Apresentação de Trabalhos

  • Plataformas digitais na educação: um olhar sobre a experiência docente

Vanessa Martins Dos Santos, Guilherme Marzol Saraiva, Adriano Gonçalves Bidá

  • Transformação digital no ensino superior:  maturidade, ruptura ou o novo normal?

Enido Fabiano de Ramos

  • Cidades inteligentes: transformação digital, economia global e possíveis lacunas

Ricardo Tadeu Soares Santos, Margareth de Souza Costa

  • Transformação digital rumo às cidades inteligentes: o caso da cidade de Santos

Marcos Cesar Weiss, Gilberto Perez

Workshop

  • O poder transformador do 5G e edge computing

Luiz Carlos Faray de Aquino, Líder da Indústria de Telco IBM

Experiência Digital  

 

15:00   Apresentação de Trabalhos

  • A influência da evolução e transformação digital na ambidestralidade organizacional

Rogério Kaneko           

  • Como o coronavírus acelera a transformação digital

Anna Celia Affonso dos Santos, Gabriela Troyano Bortoloto, Cesar Alexandre Souza, Adriana Backx Noronha Viana

  • Proposta de um modelo conceitual de transformação digital

Andre Florentino Macruz, Claudio Fernando André, Robson Amauri Trindade

  • As relações entre as estratégias competitivas e estratégias de inovação na indústria bancária

Carlos José Xavier Cruz

Workshop

  • Tecnologias digitais aliadas na transformação dos modelos de atenção à saúde

Rosana Santarosa, Engenheira Mestre em Adm. de TI e  Pesquisadora FGVcia

 Experiência Digital 

 

16:15    Apresentação de Trabalhos

  • Sistema de precificação para e-commerce com uso de inteligência artificial

Fernando Ferreira da Silva, Vanessa Martins dos Santos, Leandro Augusto da Silva

  • Fatores críticos de sucesso em projetos de cloud computing

Silvia Regina Veronezi Correia, Cristina Dai Prá Martens, Cristiane Drebes Pedron

  • Consequential factors of big data’s analytics capability for digital transformation

Luis Hernan Contreras Pinochet, Guilherme de Camargo Belli Amorim, Durval Lucas dos Santos Júnior, Cesar Alexandre de Souza

  • Blockchain diffusion through the fashion wave discourse on twitter

Bruno Henrique Sanches 

Workshop

  • Redução da "dívida" técnica para responder aos novos tempos – qual a saída?

Luiz Fernando Albertin Bono Milan, Dr., CTO, Professor e Empreendedor

Experiência Digital 

 

17:15    Apresentação de Trabalhos

  • Pandemia na pandemia: a escalada de ataques cibernéticos pós covid-19

Luiz Sergio Dutra Nagli

  • Criatividade organizacional e capacidades digitais na construção de competência de negócios internacionais

Gabrieli Marques Camillo, Sílvio Luís de Vasconcellos, Mohamed Amal 

  • Transformação digital para gerar valor: o desafio da agricultura sustentável

Fabio Adorno Constantino, Guilherme Kubiak, Kauê de Lucca, Pedro Koelle, Victor Shimomoto

  • Como melhorar treinamentos e assimilação com tecnologias disponíveis hoje

Adriano José Alves Tavares

Workshop

  •  A tecnologia na reinvenção do agronegócio pós-pandemia

Rosana de Almeida, Doutora em Adm. de Empresas, Pesquisadora e docente FGVcia e Claudia Marquesani, Gerente Executiva de Tecnologia e Mestranda FGV MPGC-TI

Experiência Digital 

 

24/11/2020

 

9:00    Apresentação de Trabalhos

  • Evidence of digital divide in individual e-commerce use in Brazil

Gabriel Nery-da-Silva

  • Bazaar Travel - solução para recuperação da indústria de viagens e turismo

Jahy Borges de Carvalho

  • Transformação digital e as mudanças na criação de valor: foco no segmento do varejo

Claudia A Mattos, Marivaldo Novais

  • Corrida cinco estrelas: voz dos motoristas de aplicativos sobre seu trabalho na cidade de São Paulo

Daniel Casseb Barbosa, Prof. Dr. Cleverson Pereira de Almeida

Workshop 

  • Competividade do setor financeiro no ambiente digital

Marco Alexandre Terlizzi, PhD, PMP – Banco Itaú-Unibanco, Auditoria Interna

Experiência Digital 

 

10:00   Apresentação de Trabalhos

  • Digital-for-development: how generativity of digital platforms might support community-based applications

Bruno Henrique Sanches

  • A colaboração universidade-empresa no contexto da indústria 4.0

Ernani José Fortunato Lisbôa Enke, Mauro Luiz Martens, Cristina Dai Prá Martens, Cristiane Drebes Pedron, Thyago Bachim

  • A cultura devops na transformação digital através da affordance actualization

Cristiano Uniga Bajdiuk, Fernando De Souza Meirelles

  • Análise do nível de maturidade de uma indústria b2b do Brasil

José Airton de Santos, Eduardo Rezende Francisco

Workshop

  • Modelagem de negócios no varejo na era das tecnologias exponenciais

José Ricardo Baptista, Coord. Incubadora de Empresas Mackenzie, Professor, Pesquisador  e Doutorando FGV

Experiência Digital 

 

11:15   Apresentação de Trabalhos

  • Estilos de liderança e transformação digital: uma revisão de literatura

Claudia Marquesani

  • Transformação digital e inteligência coletiva: possíveis conexões

Marcia Cristiane Rossi, Gilberto Perez

  • Transformação digital em finanças: cenário e duas perspectivas teóricas

Rodrigo Garcia Duarte, Maria Conceição Melo Silva Luft, Florence Cavalcanti Heber Pedreira Freitas, Márcio Roque Dos Santos Silva, José Ednilson Matos Júnior

Workshop 

  • Competências do gerente de projetos na transformação digital

Henrique Pontes, Mestre, PMP e Doutorando FGV

Experiência Digital 

 

14:00    Apresentação Experiência Digital

Conselho de Executivos FGVcia

 

16:30    Premiação e Encerramento

 

Patrocinadores e Apoiadores

Apoio

Próximos eventos

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.