Simulação de Comércio de Emissões

Simulação de Comércio de Emissões

A Simulação de Comércio de Emissões é um exercício didático de precificação de carbono que oferece a oportunidade aos seus participantes de operarem em um mercado de carbono fictício do tipo cap-and-trade.

Desde 2013, a iniciativa tem como objetivo criar e disseminar conhecimento, entre as empresas, sobre o funcionamento de um sistema de comércio de emissões (SCE), suas implicações para os negócios e sua contribuição para o alcance de metas de redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE) de forma custo-efetiva.

A Simulação é uma iniciativa única no Brasil, pois é o único exercício que replica um ambiente de mercado, no qual as empresas podem aprender na prática como um SCE é desenhado, como negociar com sucesso e quais os riscos e oportunidades envolvidos. 

A cada ano, 25 a 30 empresas participam da iniciativa voluntária. Isso inclui alguns dos maiores players dos setores de energia, siderurgia, cimento, petróleo e gás, papel e celulose, sistema financeiro, entre outros. Mais de 400 profissionais do setor privado participaram da Simulação desde 2013. 
 

Atividades 

2021

Em breve.

2020

Em 2020, A Simulação fez uso da plataforma de negociações fictícias CarbonSim, uma plataforma dinâmica e interativa, que simula um mercado do tipo cap-and-trade. 

Em quatro workshops, participantes de diversas empresas brasileiras atuaram na CarbonSim como representantes de empresas fictícias, negociando permissões para emitir e créditos de carbono. Em cada workshop tivemos também a participação de especialistas nacionais e internacionais, que abordaram temas ligados a precificação de carbono. 

Alguns dos principais resultados de 2020: 25 empresas participante de 10 diferentes setores, 40 participações individuais, 01 treinamento, 04 workshops e 01 reunião final.

Período 2013 - 2019

As regras e parâmetros da Simulação foram construídos em 2013, junto com as empresas participantes, tendo como base os sistemas de comércio de emissões em operação, como o da Califórnia e da União Europeia. De 2014 a 2018, foram realizados cinco ciclos operacionais. Em 2018, foram testadas novas regras e parâmetros, resultado de estudos e debates realizados em 2017 com alguns dos principais setores: agronegócio, energia, indústria, papel e celulose.

A cada ano, as empresas participantes da iniciativa deviam conciliar suas emissões do ano anterior com volume equivalente de permissões. Todas as transações ocorreram na plataforma de negociação do Instituto BVRio - Bolsa de Valores Ambientais e foram efetuadas com recurso financeiro fictício.

Os dados de emissões utilizados foram reais, abrangendo (parte das) emissões de GEE provenientes de fontes que pertencem ou são controladas pelas empresas participantes, publicadas no Registro Público de Emissões do Programa Brasileiro GHG Protocol.

Publicações e Relatórios

Sistema de Comércio de Emissões SCE - Relatório Final do Ciclo 2018

O relatório tem como principal objetivo comunicar os resultados e análises finais do 5º ciclo operacional da Simulação de Sistema de Comércio de Emissões, realizado de março a novembro de 2018. A Simulação, iniciativa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV (FGVces) possui como objetivo gerar e compartilhar conhecimento sobre o desenho, o funcionamento e as consequências de um sistema de comércio de emissões (SCE). Este quinto ciclo contou com a participação de 29 empresas, algumas das quais operaram com mais de uma conta (Operadores Regulados de Mercado) devido a diferenças de atividades dentro de seus negócios. Dessa forma, o ano de 2018 contou com um total de 32 operadores ativos nos mercados da Simulação.

Acesse a publicação

Sistema de Comércio de Emissões SCE - Relatório Final do Ciclo 2017

Este relatório tem como principal objetivo comunicar os resultados e análises finais do 4º ciclo operacional da Simulação de Sistema de Comércio de Emissões, realizado de março a novembro de 2017. Além dos resultados operacionais são apresentados neste documento os principais aprendizados e desafios da Simulação, bem como os resultados dos grupos setoriais de trabalho, que foram criados, em 2017, para estudo e discussão das potencialidades e desafios dos setores em contexto de precificação de carbono.

Acesse a publicação
 

Sistema de Comércio de Emissões SCE - Relatório Final do Ciclo 2016

Este relatório tem como objetivo comunicar os desafios e os aprendizados do 3º ciclo operacional (2016) do Sistema de Comércio de Emissões (SCE), uma iniciativa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-EAESP (FGVces), bem como as estratégias e os desempenhos das empresas participantes. 

Acesse a publicação

Sistema de Comércio de Emissões SCE EPC - Relatório Final: março a novembro de 2015

Este relatório traz uma análise sobre os resultados do 2º ciclo operacional (março-novembro/2015) do Sistema de Comércio de Emissões da Plataforma Empresas pelo Clima (SCE EPC), uma iniciativa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-EAESP (FGVces) que oferece ao setor empresarial brasileiro a oportunidade de experimentar um instrumento de mercado para precificação de carbono e capacitá-lo a contribuir ao debate sobre este tema no Brasil e no mundo.

Acesse a publicação

Simulação de Sistema de Comércio de Emissões SCE EPC - Relatório Final: março a novembro de 2014

Este relatório traz os desafios, resultados, análises e um balanço do 1º ciclo operacional (março-novembro/2014) do Sistema de Comércio de Emissões da Plataforma Empresas pelo Clima (SCE EPC), uma iniciativa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-EAESP (FGVces) que oferece ao setor empresarial brasileiro a oportunidade de experimentar um instrumento de mercado para precificação de carbono e capacitá-lo a contribuir ao debate sobre este tema no Brasil e no mundo.

Acesse a publicação

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.