ARABICA

ARABICA

Promovendo sustentabilidade, equidade e transparência na cadeia de valor brasileira do café

 

  Duração: 2024 - 2026
  Financiamento: Al-Invest Verde -  União Europeia

A expansão do agronegócio em áreas de floresta e seus impactos em desmatamento, perda de biodiversidade e violação de direitos humanos, motivaram o Conselho Europeu a lançar o Regulamento da União Europeia para Produtos Livre de Desmatamento de 2023 (EUDR), que tem como objetivo eliminar o desmatamento impulsionado pelo consumo e produção de commodities agrícolas e industriais específicas. Para isso, demanda um conjunto de regras obrigatórias de devida diligência para todos os operadores e comerciantes, a fim de rastrear as commodities até onde foram produzidas. Isso significa que empresas que buscam iniciar ou expandir negócios em mercados internacionais, como a União Europeia, devem investir em soluções inovadoras e parcerias para aumentar a rastreabilidade.  

Embora os impactos negativos na cadeia de valor do café ocorram principalmente em grandes fazendas do chamado agronegócio (os maiores produtores de café em termos de volume), pequenos produtores e PMEs de elos posteriores da cadeia devem buscar o desenvolvimento de melhores práticas para integrar a produção em sistemas agroalimentares mais sustentáveis e atender às demandas dos seus compradores.

A incorporação de práticas agroecológicas e medidas de adaptação às mudanças climáticas, a oferta de boas condições de trabalho e salários dignos para os trabalhadores rurais, a adoção de critérios socioambientais para a compra de café e o uso de tecnologias de rastreabilidade são exemplos de melhores práticas necessárias para tornar as cadeias de valor do café mais sustentáveis. 

É nesse contexto que o projeto ARABICA - Promovendo sustentabilidade, equidade e transparência na cadeia de valor brasileira do café se insere. Aprovada pelo edital AL-INVEST Verde da União Europeia, a iniciativa é liderada pelo FGVces, em parceria com o Collaborating Centre on Sustainable Consumption and Production (CSCP) e a International Women’s Coffee Alliance (IWCA Brasil) e busca promover uma cadeia de valor de café sustentável e livre de desmatamento no Brasil, incentivando a adoção das melhores práticas entre pequenas produtoras e PMEs lideradas por mulheres e jovens na cadeia de suprimentos de café, integrando ferramentas digitais de rastreabilidade, e envolvendo demais stakeholders para cumprir com o EUDR.  

Objetivos específicos

  • Promover a adoção de práticas sustentáveis e livres de desmatamento na produção, processamento e comercialização de café, especialmente entre pequenas produtoras e PMEs lideradas por mulheres. 
  • Expandir o uso de ferramentas digitais e tecnologias inovadoras em geolocalização e rastreabilidade nas pequenas propriedades de café através de capacitação de jovens, para uma cadeia de suprimentos de café sustentável e livre de desmatamento.  
  • Criar oportunidades de negócios e troca de experiências conectando pequenas produtoras e PMEs lideradas por mulheres na cadeia de valor do café a potenciais clientes.  
  • Envolver os atores da cadeia de suprimentos de café (incluindo processadores, intermediários, agentes governamentais, exportadores, fornecedores, torrefadoras e varejistas), bem como outras partes interessadas relevantes, como instituições financeiras para debater e implementar o EUDR. 

 

As atividades do projeto, de 18 meses de duração, se inicia em maio de 2024. 

Parceiros 

Collaborating Centre on Sustainable Consumption and Production (CSCP)

International Women’s Coffee Alliance (IWCA Brasil)

Financiamento 

AL-INVEST Verde - União Europeia