Fragilidade Financeira em Pessoas de Terceira Idade

Fragilidade Financeira em Pessoas de Terceira Idade

Estudo dos Fatores Determinantes da Fragilidade Financeira em Pessoas de Terceira Idade

Estudo dos Fatores Determinantes da Fragilidade Financeira em Pessoas de Terceira Idade

O endividamento das famílias tem sido uma preocupação em diversos países em todos os continentes. Este fato ligado, ao aumento dos índices de expectativa de vida ao nascer, demanda que os governos de diversos países, em todos os níveis, formulem e implementem políticas públicas, que, de um lado orientem as pessoas a se prepararem para uma velhice sem fragilidade financeira, de outro apoie aquelas que não conseguiram formar um colchão de recursos para amortecer sua velhice.

Este projeto de pesquisa tem como objetivo analisar a situação econômica das famílias do Estado de São Paulo, com maior ênfase naquelas chefiadas por pessoas com mais de 60 anos, de modo a identificar políticas públicas de incentivo à poupança e criação de mecanismos de apoio a pessoas em situação de fragilidade financeira.

Definimos fragilidade financeira como sendo a incapacidade das pessoas de arcarem com despesas inesperadas, o que pode facilmente ocorrer com pessoas com idades acima de 60 anos, com maior suscetibilidade a doenças e infortúnios.

Este projeto está estruturado em três etapas:

A primeira etapa tem como objetivo dimensionar o estado da arte do tema através de uma revisão sistemática de literatura. O resultado da revisão sistemática fornecerá uma lista dos artigos mais importantes no mundo sobre o tema e, com esta pesquisa, a equipe realizará uma análise as lacunas teóricas do tema.

A segunda etapa tem como objetivo apresentar um cenário das pessoas de terceira idade em situação de fragilidade financeira no Estado de São Paulo, através de coleta de dados secundários em bancos de dados oficiais. Espera-se que os resultados desta pesquisa possam fornecer informações, que possibilitem a formulação de políticas públicas mitigatórias de situações de fragilidade financeira de pessoas de terceira idade.

A terceira etapa se utilizará de uma enquete com o público-alvo, bem como de entrevistas individuais e em grupos focais para captar a percepção de uma amostra representativa da população. Na enquete, a investigação objetiva coletar dados de cerca de 1.540 pessoas de modo a ter as condições para estabelecer os fatores que podem levar uma pessoa a chegar na terceira idade em uma condição de fragilidade financeira.

Pesquisadores:

  • Ricardo C. Gomes (Coordenação Geral)
  • Claudia Nancy Avellaneda
  • Erika Lisboa
  • Ettore Oriol

 

Projeto financiado por Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.