Métodos Inovadores de Ensino

Métodos Inovadores de Ensino

Análise de experiências nacionais e internacionais em matrizes referenciais docentes

O objetivo geral desta pesquisa foi identificar e oferecer uma análise aprofundada sobre as principais experiências nacionais e internacionais de matrizes referenciais da atuação de professores da educação básica sob a ótica da política pública e da qualidade do produto – matriz de referenciais docente – desenvolvido.

Para alcançar o objetivo explicitado, a equipe explorou e registrou diferentes experiências a respeito do desenvolvimento e implementação de matrizes de referenciais da atuação docente. Este registro foi apresentado em um descritivo de cada experiência selecionada e em uma tabela comparativa entre experiências, que explicitou as principais semelhanças e diferenças entre as matrizes. 

O registro contou com: Apresentação das características gerais de matrizes referenciais de atuação docente construídas no Brasil e no mundo; Foi essencial destacar a estrutura/formato de organização das matrizes e o grau de detalhamento do conteúdo e dos parâmetros utilizados, considerando tanto os parâmetros gerais aplicáveis a todos os professores quanto, quando foi o caso, especificidades por disciplina e/ou nível de ensino; Apresentação dos processos de construção e implementação das matrizes referenciais analisadas, avaliando as condições (técnicas e políticas) que permitiram ou que inviabilizaram a implantação de cada uma. 

Nesse sentido, buscou-se destacar: Se a matriz foi elaborada como elemento apartado de outras políticas, para que servisse de base às demais políticas educacionais, ou se foi desenvolvida a partir de uma política específica (exemplos: concurso nacional docente, avaliação de cursos de formação inicial, etc); Se a estratégia de construção e implementação da matriz foi feita por etapas (ex: iniciando pela Educação Infantil até chegar ao Ensino Médio); Que órgão do governo ou instituição liderou a construção da matriz; Qual foi o tempo de construção da matriz; Se houve envolvimento de professores ativos na construção e, em caso positivo, como se deu esse envolvimento; Qual referencial teórico que norteou a construção; Que órgão do governo ou instituição liderou a implantação da matriz; Como foi o processo de implantação da matriz; Se já é possível identificar mudanças que surgiram a partir da implantação da matriz e quais políticas foram diretamente impactadas por isso; Qual a relação entre os resultados esperados e os obtidos na implantação da matriz, com relação à aderência por parte de educadores e gestores de educação; Se já houve processo de revisão da matriz após a implantação e, em caso positivo, por qual motivo e como se deu.

 As experiências nacionais e internacionais que já foram mapeadas serviram de ponto de partida para essa pesquisa:

 Brasil: 

  • Concurso nacional de ingresso na carreira docente (INEP: 2009-2012)
  • Município de Jacareí - SP
  • Município de Manaus – AM
  • Protocolos da atuação docente – Estado de SP
  • Referentes de atuação – Fundação Carlos Chagas
  • Fundação Bradesco
  • PED Brasil
  • Projeto Trilhas (Instituto Natura)
  • Somos Educação

 

Exterior:

  • Argentina
  • Austrália 
  • Canadá (Ontario)
  • Chile 
  • Colômbia 
  • Equador 
  • Estados Unidos da América (especialmente Califórnia, Nova Iorque e Michigan)
  • México 
  • Peru 
  • Portugal
  • Cingapura 
  • Escócia 
  • Finlândia 
  • Inglaterra
  • Nova Zelândia

 

Apoio:

  • Todos pela Educação

 

Coordenação:

  • Profº Fernando Luiz Abrucio

 

Equipe:

 

  • Profº Fernando Luiz Abrucio
  • Catarina Ianni Segatto
  • Lara Elena Ramos Simielli
  • Fernanda Castro Marques
  • Beatrice Rolim
  • Fabiana Paschoal Sanches de Moura (FGVceapg, Coordenação administrativa)